Ostara

Em Ostara , luz e sombras são equilibradas. A luz da vida eleva-se e o Deus quebra as correntes do Inverno. A Deusa é a Virgem e o Deus re...

Em Ostara, luz e sombras são equilibradas. A luz da vida eleva-se e o Deus quebra as correntes do Inverno. A Deusa é a Virgem e o Deus renascido é jovem e vigoroso. O amor sagrado da Deusa e do Deus é a promessa do crescimento e da fertilidade.

Ostara, comemorado no hemisfério norte por volta do dia 21, é um festival de fogo e fertlidade, que celebra o retorno triunfal do Sol e da fertilidade da Terra.
É com a chegada da primavera que também nós nos sentimos a renascer e os nossos espíritos vibram em harmonia com as forças do universo. O regresso do Sol, aquece-nos a alma e sentimo-nos automaticamente mais despertos.

É por volta desta altura que, para além do terreno se tornar fértil, também a nossa mente se abre para a sabedoria e os nossos ouvidos se tornam sensíveis às palavras que o vento traz com ele. Com toda esta harmonia, sentimo-nos completos e eternos.

Este é um dia especial para se honrar a juventude, a alegria de viver e a música. Na terra a renovação toma lugar, envolvendo-nos de vida e esperança.

É tempo de plantar e celebrar os primeiros vestígios da fertilidade da Terra e do renascimento do Sol. É época de cantar e dançar em torno das fogueiras, ornadas com grinaldas de flores na cabeça, comunhando com a terra e a primavera. É tempo de honrarmos a Deusa Eostre!

0 comentários