Opinião: O Abraço da Noite de Sherrilyn Kenyon

O Abraço da Noite (Predadores da Noite #3) Sherrilyn Kenyon Editora: Chá das Cinco (SdE) Sinopse: Querida leitora A vida para mim é ...

O Abraço da Noite (Predadores da Noite #3)
Sherrilyn Kenyon

Editora: Chá das Cinco (SdE)

Sinopse:
Querida leitora
A vida para mim é ótima. Tenho o meu café de Chicória, o meu beignet quente e o meu melhor amigo ao telemóvel. Depois de o sol se pôr, sou a pior coisa que percorre a noite: comando os elementos e não conheço o medo. Durante séculos, protegi os inocentes e tomei conta da humanidade, assegurando-me de que estão seguros a salvo num mundo em que nunca nada é certo. Tudo o que quero em troca é uma miúda gira num vestido vermelho, que não queira mais nada de mim para além de uma noite. Em vez disso, sou atropelado por um carro alegórico de Carnaval que me tenta transformar num animal morto à beira da estrada e conheço uma mulher que me quer salvar a vida mas não se consegue lembrar onde me pôs as calças. Vibrante e extravagante, Sunshine Runningwolf deveria ser a mulher perfeita para mim. Não quer nada mais do que esta noite, sem laços, sem compromissos a longo prazo.
Mas, sempre que olho para ela, começo a desejar concretizar sonhos que enterrei séculos atrás. Com os seus modos pouco convencionais e a sua capacidade para me surpreender, Sunshine é a única pessoa de que preciso. Mas amá-la significaria a sua morte. Fui amaldiçoado e nunca poderei conhecer a paz ou a felicidade, não enquanto o meu inimigo espera na noite para nos destruir a ambos.

Talon dos Morrigantes

Opinião: “Um dia surgirá alguém que te voltará a fazer sentir e que trará consigo a dor dos séculos que viveste. Tudo o que escondeste será revelado e poder-te-á destruir, não só a ti mas a qualquer pessoa próxima de ti.” Esta é a premissa que nos acompanha durante todo o livro. E que livro...

Talon dos Morrigantes é um milenar guerreiro celta que, na sua vida humana, viu a sua família morrer perante os seus olhos. Filho de uma rainha que se apaixonou por um druida e por isso foi "condenada" até à sua morte, Talon cresceu a tentar mostrar que era digno do reino da sua mãe. Vivia para proteger a sua irmã Ceara, até que conheceu Nynia, o seu grande amor. Mas até estas duas mulheres lhe foram roubadas e por fim, também a sua vida. Tal era o seu desejo de vingança que quando surgiu a oportunidade de se tornar um predador da noite, ele não pensou duas vezes, mesmo com o aviso deixado por Acheron.

Neste livro, dedicado à história de Talon, conhemos também Sunshine, uma mulher cheia de garra, que não gosta de receber ordens, mas também bastante sensível ao que a rodeia. A entrada de Sunshine na vida de Talon, vai-lhe revolucionar a sua maneira de ser. Conhecido como o predador mais capaz de controlar as suas emoções, rapidamente começamos a dar conta que não é bem assim.


Achei engraçadíssima a forma como as vidas destes dois personagens se cruzaram. A sua história ao longo de todo o livro, não nos deixa descansar. O nosso sangue vai fervendo, vamo-nos identificando cada vez mais com esta ou aquela personagem, emocionamo-nos com a sensibilidade ou com o acto heróico de que menos esperamos, enfim, um leque vastíssimo de emoções que nos faz devorar cada página de forma mais intensa do que a anterior.

Gostei muito da mitologia abordada neste livro. Fora o panteão grego que tem aparecido desde o primeiro livro, apareceram também alguns deuses do panteão celta como Morrighan, Bran e Camulus. Este último o autor da maldição (jamais ele poderá amar alguém sem que esse alguém morra) de que Talon tenta combater ao longo do livro todo. E claro, aparecendo Morrighan e Bran (que como podem ver fazem parte do nome deste blog) não podia deixar de me ter sentido "em casa" com este livro.

Um factor que me surpreendeu ao longo do livro é que, ao contrário dos outros dois livros, neste, a autora desenvolve um pouco mais que o habitual a personalidade de outros predadores da noite, inclusivé a história do misterioso Acheron. Gostei bastante de ficar a saber mais sobre ele e também sobre Zarek, que nos foi apresentado neste livro mas cujo próximo livro da autora é sobre ele (Dança com o Diabo). Fiquei sem dúvida entusiasmada para ler os próximos livros da autora. É também neste livro que o conceito de lobisomem e homem urso toma um novo significado.

Depois da leitura de Amante de Sonho e Prazer da Noite não podia estar mais ansiosa para ler este livro. E não houve desilusão alguma. Mais uma vez, Sherrilyn Kenyon mostra-se uma mestre na mistura de ingredientes como mitologia, acção, erotismo, romance e ainda consegue ir desenvolvendo, de forma absolutamente única e incontornável, as várias personalidades de todas as personagens.


A saga Predadores da Noite é daquelas sagas que consigo recomendar sem restrições algumas. A escrita desta autora é viciante, emotiva, que nos faz esquecer todas as preocupações, que nos transporta para um mundo onde o bem e o mal são postos à prova a cada momento. Uma autora cheia de qualidade cuja imaginação não tem limites. Uma escrita deliciosa e estonteante!

Deixo uma nota menos positiva para a revisão do livro. Podia ter sido mais rigorosa pois existem alguns erros e lapsos que podiam ter sido evitados.


Opiniões dos restantes livros:
Amante de Sonho (#1)
Prazer da Noite (#2)

5 comentários