Opinião: "Ascensão de Arcana" (Trilogia Nocturnos #2) de Rafael Loureiro

Ascensão de Arcana (Tomo 2 Trilogia Nocturnos) Rafael Loureiro Editora: Editorial Presença Colecção: Via Láctea (#83) Sinopse : Nest...

Ascensão de Arcana (Tomo 2 Trilogia Nocturnos)
Rafael Loureiro

Editora: Editorial Presença
Colecção: Via Láctea (#83)

Sinopse: Neste segundo volume da Trilogia Nocturnus entramos uma vez mais num universo intenso de romance, aventura e emoções fortes. Passaram-se quase seis anos desde a derrota do tirano Alexandre Phoenix. Aracana floresce agora sob a regência de Janus MoonHunter. Mas, no seu íntimo, Daimon ouve ainda o sussurro que lhe segreda que algo está errado. Um terrível acontecimento abate-se sobre os vampiros de Arcana: a Lei do Silêncio é quebrada! A Daimon, Janus, Andrew, Lilia, Pandora e Ascelli juntam-se agora três outros vampiros, enviados a Arcana para ajudar a encontrar e punir aqueles que desafiaram quebrar a Lei. Mas também estes forasteiros guardam segredos, e Daimon desconfia que o culpado poderá estar mesmo a seu lado…

Opinião: Ascensão de Arcana, o segundo volume da trilogia Nocturnos, traz até nós a continuação dos acontecimentos narrados no volume anterior. O malévolo Alexandre Phoenix foi finalmente derrotado e o novo Regente, Janus MoonHunter, tomou o comando de Arcana levando-a a que finalmente prosperasse e vivesse em harmonia. No meio desta aparente paz, só Daimon não descansa. As suas visões/premonições são cada vez mais fortes, mas ninguém lhe dá ouvidos! Julgam todos que é cansaço... Até se provar ser real.
Uma forte explosão durante uma reunião deveras importante vem abalar Arcana e toda a comunidade vampírica que vê uma das suas principais leis violada colocando todos em perigo.

Mais uma vez se inicia uma demanda desta vez em prol do sigilo acerca de Nocturnos. Aos nossos heróis já do volume anterior, juntam-se umas quantas personagens curiosas que nos vão deixando na expectativa sobre quais são as suas verdadeiras intenções na defesa de Arcana. Nem todos parecem estar do mesmo lado...


Sendo mais centrado em Arcana do que propriamente nas personagens, esta obra consegue que mesmo assim criemos uma ligação maior e mais forte com Daimon e Janus. Este último é sem dúvida alguém fascinante, forte e acho que poderia ter sido mais desenvolvida.

A leitura é bastante leve, capítulos curtos e rápidos, sempre cheios de acção e que nos vão prendendo do início ao fim.
Não sendo uma obra prima no que toca ao romance paranormal traz-nos uma nova visão sobre a sociedade vampírica e as suas regras. Gostei.

0 comentários