Entrevista a Andreia Ferreira, Escritora Portuguesa

Fala-nos um pouco sobre ti: Tenho vinte e quatro anos e sou nativa de caranguejo. Sou agarrada ao passado e tenho uma memória de elefante....

Fala-nos um pouco sobre ti:
Tenho vinte e quatro anos e sou nativa de caranguejo. Sou agarrada ao passado e tenho uma memória de elefante.
A paixão pela literatura surgiu muito cedo com livros como "Uma aventura" mas logo me apaixonei pela coleção dos "Arrepios".
Sou licenciada em Línguas e Literaturas Europeias onde tive disciplinas ligadas à literatura portuguesa e inglesa.
Adoro os clássicos fantásticos mas tendo a ler mais as novidades por falta de tempo para apreciar a escrita dos antigos.
Se me perguntassem para onde quereria viajar no tempo, visitaria a Idade Média.
Administro o blog de literatura d311nh4.blogspot.com e posso ser contactada através do e-mail d311nh4@gmail.com.

Qual o teu estilo e ritmo de escrita:
Gosto de escrever com barulho, com pessoas a falar à minha volta. O "Soberba Escuridão" foi escrito maioritariamente em cafés.
A história desenrola-se como um filme na minha mente e escrevo tudo o que vejo. Tento encarnar as personagens e pensar como elas.
No final de cada capítulo, releio o corrijo erros "de rapidez" e acrescento fragmentos. É raro cortar algo.

Quais as tuas influências:
Sou influenciada pela vida. Pelos livros que leio, pelos filmes que vejo, pelos acontecimentos que tenho de ultrapassar. sou influenciada pela minha própria imaginação que parece ter vida própria.
Leio sobretudo literatura traduzida americana, sou seguidora de autores como: George R.R. Martin, Patricia Biggs, Stephenie Meyer, Kristin e P.C. Cast, Charlaine Harris, entre outros. Sou fã incondicional de J.K. Rowling que me iniciou no ramo fantástico como leitora ávida do género.

O que te levou a escrever na área do sobrenatural?
O sobrenatural é a minha paixão desde muito jovem. Desde sempre me identifiquei com histórias fantasiosas e escrever sobre elas é uma forma de descarregar a minha imaginação fértil.
No que toca à leitura também são os meus livros de eleição. Tenho uma "política" que diz: "Para realidade já tenho a vida, nos momentos de lazer preciso de fantasia."


Como foi o caminho até à publicação deste teu primeiro romance? Tiveste muitas dificuldades em publicar? Fala-nos um pouco sobre esse processo.
A publicação foi um caminho bastante tumultoso. Com a economia do país como está, o receio de apostar em novos autores subiu imenso. Ouvi variadas vezes esse argumento: "não estamos a aceitar novos autores", sem me darem a possibilidade de lhes entregar o "Soberba Escuridão" para ler.
No que toca à literatura fantástica, também custou imenso fazer-me ser ouvida. Como sabemos, é um género que se encontra em elevado desgaste e é díficil encontrar quem esteja disposto a acreditar que possamos, de fato, ter algo diferente para mostrar.
Recebi algumas propostas nada apelativas que pediam patrocínios exorbitantes. A Alfarroba apareceu com uma promessa de crescimento que me impulsionou a trabalhar com eles. Até à data tenho a dizer que tem sido um prazer estar ligada a uma editora com tanta vontade de crescer e vencer neste mundo.

Tens tido feedback dos teus leitores? Como é que gostas de interagir com eles?
Tenho sido muito acarinhada pelos meus leitores. Adoro receber opiniões e incentivo-os a enviarem-me o que acharam. Tenho um tag no meu blog dedicada às opiniões que me enviam: http://d311nh4.blogspot.com/search/label/Soberba%20Escurid%C3%A3o Entre outras informações relativas ao livro.
Gosto de conversar com eles e adoro que me procurem para opinar, questionar e tirar dúvidas, seja em relação ao meu livro ou em relação a projetos deles.
Eles são o meu incentivo.

Projectos Futuros:
Encontro-me a trabalhar no segundo volume da série "Soberba", que possivelmente completará uma trilogia.
Tenho outros dois projetos em esboço para agarrar.
A inspiração está ao rubro: "escrever é uma necessidade para mim, partilhar com vós é um enorme prazer".

E a pergunta da praxe: o que achas do blog Morrighan?
Esta pergunta é pertinente quando dirigida a mim, tendo em conta que foi este o primeiro blog que segui da área. Foi a excentricidade e qualidade do blog Morrighan que me levou a construir o meu próprio cantinho à um ano atrás (blog d311nh4).
Adoro as críticas da Sofia e a sua dedicação à exploração da literatura nacional. Os seus gostos pelo Celta e druidismo também trazem a este lugar uma cultura interessante que já me ensinou bastante.


Livro da Autora:
Soberba Escoridão
Andreia Ferreira

Editora: Alfarroba

Sinopse: “Quando o relógio pisca as doze horas intermitentes, Carla recebe no seu quarto uma visita indesejada.A partir daí, todo o seu mundo desmorona e a solidão e o medo encarregam-se de a arrastar para um estado deprimente que só um desconhecido parece compreender.Cega de paixão, nega as evidências de que o seu novo amor é mais do que um rosto angelical. Ele esconde segredos que a levarão para perigos que parecem emergir das profundezas do inferno.”






Conto ler em breve o livro da Andreia e depois deixo aqui a minha opinião. Muito obrigada Andreia pela tua disponibilidade e pelo teu carinho. Tudo de bom!

5 comentários