Opinião: 'Pecados na Noite' (Predadores da Noite #8) de Sherrilyn Kenyon

Pecados na Noite (Predadores da Noite #8) Sherrilyn Kenyon Editora : Saída de Emergência Chancela : Chá das Cinco Sinopse : No un...

Pecados na Noite (Predadores da Noite #8)
Sherrilyn Kenyon

Editora: Saída de Emergência
Chancela: Chá das Cinco

Sinopse: No universo dos Predadores da Noite existe um código de honra que até os imortais mais ousados devem seguir: Não magoar humanos. Não beber sangue. Nunca se apaixonar. Mas, de vez em quando, um Predador parece achar-se acima do código. É nessa altura que sou chamado. Quem sou eu? Sou a fúria que terá de enfrentar. Nada me pode tocar. Nada me pode deter. Sou implacável e insensível. Ou assim pensava eu, até me cruzar com uma Predadora da Noite conhecida como Danger - e não o é apenas no nome, mas na forma como vive a vida. Não confia em mim. E quem sou eu para censurá-la? Apenas ela sabe que estou aqui para julgar, sentenciar e, muito provavelmente, executar os seus amigos. Danger St. Richard é uma distração fatal. Algo nela conseguiu despertar
um coração que eu julgava morto para sempre. Nesta corrida contra o mal, a única esperança da Humanidade é que eu cumpra o meu dever. Mas como poderei fazê-lo se isso significa sacrificar a única mulher que alguma vez amei? 

Opinião: Cada vez mais se justifica o título de rainha do paranormal de Sherrilyn Kenyon. A cada livro que passa consegue sempre surpreender-nos e trazer-nos uma nova história original repleta de emoção.

Em Pecados na Noite conhecemos Alexion, o braço direiro de Acheron, que se vê deparado com a missão de julgar os Predadores da Noite que conspiram contra Acheron. Mas depois de tanto tempo afastado de qualquer contacto humano, Alexion não tem problemas em discernir sem sentimentalismos quem é que tem boas intenções dos que não têm, sendo implacável nos seus juízos. Sempre que vai numa missão entre os humanos, Acheron costuma instalá-lo na casa de um predador da noite. Desta vez Alexion é colocado na casa de Danger, uma predadora da noite, que o recebe cheia de hostilidade. Mas quem é que diria que mesmo o ser mais desprovido de emoções poderia voltar a sentir alguma coisa? Através de Danger, Alexion encontra parte de si que já foi humana.

A nível de trama, a obra traz até nós vários desenvolvimentos e o mistério que rodeia Acheron começa aos poucos a ser desvendado. A sua ligação com Ártemis e a deusa destruidora Apollymi é também ela mais desmistificada. Descobrimos mais sobre a raça de Simi e a sua estranha ligação com Acheron e ainda o porquê de este estar tão ligado aos Predadores da Noite e os proteger tanto.

O romance neste volume é mais leve, embora a ligação emocional entre os dois personagens principais se vá tornando cada vez mais forte. Também tem menos erotismo do que alguns dos volumes anteriores, mas sinceramente penso que foi dos volumes que mais equilíbrio teve em termos de conjugação de história + romance + acção + erotismo. Sinceramente tornou-se num dos meus preferidos. Sherrilyn Kenyon é uma senhora de outro mundo que nos dá o prazer de o espreitarmos a cada livro que escreve. Muito bom.


Podem ler aqui as opiniões dos outros volumes:
Amante de Sonho (#1)
Prazer da Noite (#2)
O Abraço da Noite (#3)
Dança com o Diabo (#4)
O Beijo da Noite (#5)
Jogos na Noite (#6)

Sedução na Noite (#7)

0 comentários