Opinião: 'Carícias da Noite' (Meredith Gentry #2) de Laurell K. Hamilton

Carícias da Noite (Meredith Gentry #2) Laurell K. Hamilton Editora : Saída de Emergência Colecção : Bang! Sinopse :  A maioria das ...

Carícias da Noite (Meredith Gentry #2)
Laurell K. Hamilton

Editora: Saída de Emergência
Colecção: Bang!

Sinopse:  A maioria das pessoas conhece-me como Merry Gentry, detective privada, contudo o meu nome verdadeiro é princesa Meredith NicEssus e sou herdeira de um trono - se conseguir sobreviver o suficiente para o reclamar. O meu primo, o príncipe Cel, está determinado a certificar-se de que não serei bem-sucedida. Enquanto estivermos os dois vivos, esta será uma disputa para obter a coroa: o primeiro a gerar um herdeiro ficará com o trono. Os homens da minha guarda real - guerreiros habilidosos - tornaram-se meus amantes, prestando provas para o papel de futuro rei e pai do meu filho. Claro que preciso da protecção deles, já que, eu sou meia humana e absolutamente mortal. Mas agora, na Cidade dos Anjos, há pessoas a morrer de formas misteriosas e assustadoras. O que a polícia humana não sabe é que o assassino também anda à caça dos seres feéricos. Pressinto que estamos perto do caos; a própria existência do sítio conhecido como o mundo das Fadas está em risco. Portanto, enquanto desfruto dos prazeres mais intensos com os meus guardas, tenho noção de que, brevemente, terei de enfrentar um demónio ancestral que poderá destruir a própria realidade - a vossa e a minha. E essa é só uma parte do meu trabalho...

Opinião: Depois de um primeiro volume surpreendente, O Beijo das Sombras, a autora traz até nós a continuação da história da princesa da Carne Unseelie, Meredith Gentry, cujo principal objectivo é engravidar e tornar-se a verdadeira rainha dos Unseelie. Pena que a sua tarefa avizinha-se tudo menos fácil.

Com toda a extravagância, carga sexual e até violência que são características dos seres feéricos, é com alguma tensão e avidez que vamos seguindo o desenrolar da vida de Merry. Deparada com uma Seelie exilada que deseja desesperadamente ser mãe, com um ser incontrolável cheio de poderes de antigos deuses à solta e ainda com o rei Seelie a tentar manipulá-la, Merry não tem mãos a medir. Valhe-lhe ter os seus guerreiros com ela para a ajudarem nestes tempos tão conturbados.

Existem vários ingredientes que tornam esta leitura rápida e agradável. A autora é exaustiva o quanto baste nas suas descrições e a mitologia por ela criada está sem dúvida muito bem estruturada. À medida que vamos sabendo mais sobre outros seres feéricos, a teia da trama vai ficando ainda mais fascinante e parece que na nossa cabeça vão sendo feitas 'apostas' sobre o que vai acontecer a seguir e quem é que é responsável pelo quê.

Tenho lido pela web que algumas pessoas são da opinião que estes livros são só sexo, no entanto, eu discordo. A cultura sexual dos seres feéricos é o que tanto têm de fascinante pois, ao contrário do que seria de pensar não é um acto banal, mas um acto que pode trazer grandes consequências políticas ou até mesmo parcerias inesperadas. O acto sexual é um acto de poder e no contexto destas obras, penso que as torna ainda mais únicas.

Sou da opinião que é uma saga que vale a pena ler, a escrita da autora é leve e contagiante, com capítulos pequenos, o que faz com que seja mesmo muito difícil largar a sua leitura. Gostei.

0 comentários