Opinião: 'À Solta na Noite' (Predadores da Noite #9) de Sherrilyn Kenyon

À Solta na Noite (Predadores da Noite #9) Sherrilyn Kenyon Editora : Saída de Emergência Chancela : Chá das Cinco Sinopse : Wren Ti...

À Solta na Noite (Predadores da Noite #9)
Sherrilyn Kenyon

Editora: Saída de Emergência
Chancela: Chá das Cinco

Sinopse: Wren Tigarian era apenas uma cria órfã quando foi levado para o Santuário. Muitos veem-no como uma aberração ? uma misturaproibida de duas espécies, pelo que se tornou um solitário,isolando-se tanto do contacto com os Predadores do Homem como com os humanos. Até conhecer Marguerite Goudeau. Filha de um notável senador dos EUA, Marguerite detesta a farsa social em que é obrigada a viver. Contudo, não tem outra opção senão tentar adaptar-se a um mundo onde se sente uma estranha. O mundo dos humanos nunca devia contactar com o dos Predadores do Homem, que habitam a seu lado, invisíveis, desconhecidos, indecifráveis. Mas para que possa proteger Marguerite, Wren terá de combater não apenas os humanos que nunca aceitarão a sua natureza animal, como também os Predadores do Homem que o querem ver morto. É uma corrida contra o tempo num mundo de magia sem fronteiras que lhes poderá custar não apenas a vida, mas a alma...

Opinião: Depois de um jejum de mais de sete meses sem ler um título desta colecção, confesso que já tinha imensas saudades. Apesar de agora os romances paranormais estarem em voga e o nosso mercado ter sido inundado por imensas autoras novas, penso que Sherrilyn Kenyon continua a defender bem o seu título de rainha do paranormal.

Neste nono volume da saga Predadores da Noite, conhecemos Wren Tigarian, um Predador do Homem híbrido - tanto se transforma num tigre branco como num leopardo. E é característica rara entre os Predadores do Homem que o condena a viver uma vida o mais afastada possível dos seus pares. Apenas Marvin, o seu companheiro macaco, é que se consegue aproximar dele e receber alguma da sua atenção. Até Maggie aparecer uma vez no Santuário.

Maggie é a filha do Senador e uma grande amiga de Nick. Quando esta vai ao Santuário em sua honra, não esperava encontrar o que lhe parecia o ser humano mais misterioso à face da terra. Sempre com o cabelo à frente dos olhos, Wren queimava-a com o seu olhar, mas esta não lhe conseguia descortinar as suas expressões. A atracção foi inevitável e fatal.

Mais uma vez a autora criou uma história de sofrimento, sentimentos reprimidos e isolamento que se tornou em algo bonito e profundo, que enlaça o leitor não o deixando mais largar a leitura até termos o desfecho perante os nossos olhos. Gostei bastante da forma como a autora projectou na sua obra a mistura do pior que o ser humano tem, a avareza e a necessidade de poder e riqueza, com o que de mais selvagem têm os animais. Uma mistura explosiva que leva à violência e ao caos sem olhar a meios para atingir os fins.

Foi muito bom voltar a rever algumas personagens como Julian, enquanto professor de história da Maggie, Vane e Fang. Está aqui uma saga sem dúvida muito boa, com uma escrita deliciosa e apaixonante, que recomendo a qualquer tipo de leitor que aprecie uma boa história de amor com uma pitada de perigo, sensualidade e acção. Gostei Muito.

Podem ler aqui as opiniões dos outros volumes:
Amante de Sonho (#1)
Prazer da Noite (#2)
O Abraço da Noite (#3)
Dança com o Diabo (#4)
O Beijo da Noite (#5)
Jogos na Noite (#6)
Sedução na Noite (#7)
Pecados na Noite (#8)

0 comentários