Cults, C2C e Dead Combo no 20º Super Bock Super Rock

O cartaz do 20º Super Bock Super Rock cresce a olhos visto e recentemente confirmaram-se 3 novos nomes que tocam géneros diferentes, mas...


O cartaz do 20º Super Bock Super Rock cresce a olhos visto e recentemente confirmaram-se 3 novos nomes que tocam géneros diferentes, mas sempre com o selo inegável de qualidade que é marca indelével do Festival: Cults, C2C e Dead Combo.

De Nova Iorque, Cults. O muito jovem par constituído por Brian Oblivion e Madeline Follin, tem dois discos no seu reportório e ocupa, com apenas 4 anos de carreira, um lugar sólido como uma das melhores bandas indie-pop da actualidade. Vão estar na Herdade do Cabeço da Flauta no dia 18 de Julho.

Os 4 franceses Pfel, 20Syl, Atom e Greem fazem dos C2C (também conhecidos por Coups2Cross), um dos melhores colectivos ao vivo da Europa. Entre discos girados num rodopio infernal, beats electro e ritmos hip-hop, os de Nantes vão incendiar o Meco de celebração e frenesim a cada uma das suas performances, no último dia do Festival, 19 de Julho.

Também no dia 19, Dead Combo, a dupla constituída por Tó Trips e Pedro Gonçalves, vem ao Super Bock Super Rock com o novíssimo a “A Bunch of Meninos”, o elogiadíssimo quinto álbum de originais da dupla que se formou há uma década. Os Dead Combo são sinónimo de mestria e incomparabilidade. Donos de um som singular, feito de guitarras e baixos enlaçados imaculadamente, exploram os sons do rock e dos blues, com muito Portugal dentro, e que se traduz numa música com identidade e personalidade de uma dupla reconhecida e amada, em Portugal mas já também além-fronteiras.






0 comentários