Escritos Aleatórios #48

"Desejo-te ainda antes de te ver, anseio-te ainda antes de te sentir. És parte de um outro eu que ainda não me pertence, que n...



"Desejo-te ainda antes de te ver, anseio-te ainda antes de te sentir.

És parte de um outro eu que ainda não me pertence, que não sei se alguma vez existirá. É como se de cada vez que estamos falamos, um mundo paralelo se fosse formando, com as suas personagens e vontades próprias. 

Ganham vida e forma outras necessidades, outras concretizações. A liberdade é a palavra de ordem e o preconceito não tem lugar ali. 

Vamos alimentando esse mundo com fantasias por realizar, mas que se tornam reais quando as nossas mentes se tocam. Não há esforço, vergonha ou timidez, mas antes uma deliciosa rendição onde os corpos se encontram, os olhares se confrontam e a alma se enaltece. 

Anseio pelo teu toque, a tua língua na minha, o teu corpo no meu. Os suspiros, a dança desesperada para que o momento chegue e não passe. Tudo e isso e tão mais, até que não reste nada por arder.”

Morrighan

2 comentários