Literatura em Viagem presta homenagem a J. Rentes de Carvalho

A 8.ª edição do LeV — Literatura em Viagem presta uma homenagem a José Rentes de Carvalho.  Sob o tema «Nasci Escritor», Matosinhos ...


A 8.ª edição do LeV — Literatura em Viagem presta uma homenagem a José Rentes de Carvalho. 

Sob o tema «Nasci Escritor», Matosinhos recebe esta sessão no dia 10 de maio, pelas 21.30, na Biblioteca Municipal Florbela Espanca. Bruno Vieira Amaral, Francisco José Viegas e Carlos Nogueira são os convidados especiais.

Nascido em 1930 em Vila Nova de Gaia, José Rentes de Carvalho é um caso muito particular da literatura portuguesa. Dividido entre Estevais e Amesterdão, descoberto tardiamente em Portugal, retrata o nosso país com a intensidade de quem o conhece como ninguém e com a acutilância de quem o observa à distância. Desde 2009 que a Quetzal vem publicando a sua obra, em títulos já conhecidos do público como Ernestina (2009), La Coca (2011), A Amante Holandesa (2011), Mazagran (2012) ou o recentemente editado Portugal, A Flor e A Foice (2014).

Para esta sessão reserva-se o anúncio de novidades literárias sobre o autor.


De ascendência transmontana, nasceu em 1930 em Vila Nova de Gaia, onde viveu até 1945. Frequentou no Porto o liceu Alexandre Herculano, e mais tarde os liceus de Viana do Castelo e Vila Real. Fez o serviço militar em Lisboa, onde simultaneamente frequentou os cursos de Românicas e Direito. Obrigado por razões políticas a abandonar Portugal, viveu no Rio de Janeiro, em São Paulo, Nova Iorque e Paris. Em 1956 passou a viver em Amesterdão, na Holanda, para onde foi como assessor do adido comercial da Embaixada do Brasil. Licenciou-se na Universidade de Amesterdão com uma tese sobre O Povo na Obra de Raul Brandão. Nessa universidade foi docente de Literatura Portuguesa de 1964 a 1988. Desde então dedica-se principalmente à continuação da sua obra literária. A sua bibliografia inclui um vasto número de colaborações em revistas, publicações culturais e jornais portugueses, brasileiros, belgas e holandeses.

0 comentários