[Reportagem] Fusing Culture Experience - Dia 1 - Gastronomia

Enquanto eu andava a correr de um lado para o outro, dois amigos meus decidiram plantar-se na área do Cooking Lounge e um deles ofereceu-s...

Enquanto eu andava a correr de um lado para o outro, dois amigos meus decidiram plantar-se na área do Cooking Lounge e um deles ofereceu-se para escrever sobre isso. Fiquem então com o testemunho de Eugénio Ribeiro!

GASTRONOMIA

Tal como nos outros espaços do Fusing, as actividades no Cooking Lounge by Pingo Doce começaram atrasadas, o que nos permitiu assistir a todas elas.

O primeiro workshop, "Aromáticas na Cozinha", foi dado pelo Célio Cruz do blog Sweet Gula e pretendia mostrar a importância das ervas aromáticas na confecção de qualquer tipo de comida. Para isso, ele apresentou duas receitas - uma de um doce e outra de um salgado. A primeira, um bolo de limão e alecrim que, por falta de tempo, não levou a calda que intensificaria o sabor. No entanto, não foi por isso que não foi devorado pelo público presente. A segunda, bruschettas com uma salada aromática de tomate cherry, manjericão, cebola e azeite, que infelizmente não chegámos a tempo de provar.



O segundo workshop foi dado pela Irís Palhas, uma vegetariana de terceira geração, que ainda não se conseguiu tornar vegan. O objectivo era mostrar como é possível fazer comida deliciosa sem ingredientes de origem animal. Para demonstrar isso mesmo, presenteou-nos com a receita de um apetitoso semi-frio de morango, cuja base era feita de bolacha integral, chocolate, amêndoas e um pouco de óleo de amendoim. Já o "recheio", para além dos morangos, levava também leite de coco (em vez de natas), frutose (um açúcar mais saudável que o açúcar refinado comum), água e ágar-ágar (uma alga cujo poder gelificante é 10 vezes superior ao da gelatina animal).



Perto da hora de jantar veio o workshop "O Frango na Cidade", que infelizmente a única coisa que tinha relacionada com frango era o facto de ser dado pela Naida, a autora do blog Frango do Campo. Não me levem a mal, mas àquela hora um franguinho vinha mesmo a calhar. Ainda assim, pudemos provar um óptimo gaspacho, que apesar dos receios foi muito bem recebido pelo público e mais bruschettas, desta vez com legumes salteados.



Por fim, chegou aquele que era claramente o workshop mais esperado do dia, "Sushi & Gin Experience", pelo chef Artemy Lopatin do Sweet Atlantic Hotel & Spa e pelo Bruno Santos da Casa Havanesa. Por esta altura o espaço já estava quase lotado, o que fez com que não conseguíssemos provar o sushi (vai haver uma barraquinha hoje, por isso não vamos sair do Fusing sem provar). Ainda assim, o chef preparou vários nigiris usando apenas peixe da zona da Figueira, como sardinha, robalo, dourada e carapau. Já quanto à parte do gin, tivemos a sorte de conseguir provar todos os fantásticos cocktails preparados, usando os óptimos gins Mare e G'Vine e também o gin Purple, uma marca que aparentemente é portuguesa. Para além disso, todos os cocktails foram preparados com a água tónica premium 1724 e usando ingredientes altamente aromáticos como hortelã, manjericão, zimbro, lima e frutos vermelhos.


0 comentários