Vou de férias e...! [Diário de Bordo V] Coisas Resgatadas!

O bom do javali do meu irmão a derrotar-me numa luta de areia Sabem uma coisa que se perde com o tempo, mas que quando resgatada nos fa...

O bom do javali do meu irmão a derrotar-me numa luta de areia


Sabem uma coisa que se perde com o tempo, mas que quando resgatada nos faz soltar gargalhadas até mais não? Aquelas guerras na areia com o irmão ou o pai, ou qualquer outro familiar (comigo era com o meu irmão e com o meu pai)! Há muito tempo que não passávamos férias todos juntos, a minha mãe incluída, e hoje, por estar um vento impossível de tarde (são 18h32, dia 4 de Agosto, e já estamos em casa...), em vez de ficarmos sossegados nas toalhas desatámos a fazer “lutas” de areia, panados fresquinhos (nada como estarmos molhados e sermos obrigados a rebolar pela areia) e ainda ameaçar a virilidade dos homens da família! Brincadeiras à parte, se a manhã ainda se passou bem na praia, a tarde nem por isso!

Como tal, estou a aproveitar para escrever um bocadinho, a comer uns tromoços com uma Super Bock ao lado, e a planear uns quantos afazeres! Enquanto isto, estão a dar asnotícias na RTP e, POR FAVOR, não construam o parque no Príncipe Real! António Costa, tu por favor ganha-me juízo nessa cabeça e cuida-me bem de Lisboa antes de tentares cuidar sequer do país! Para quem não sabe, o Príncipe Real é uma zona de Lisboa, entre o Rato e o Chiado, lindíssima, e querem construir lá um parque subterrâneo, onde se situa o jardim. NÃO CONCORDO. Colocar em perigo aquela riqueza toda é um crime. JUÍZO! 



Actualização: 13:02, dia 5 de Agosto – Acreditam que o meu cabelo, que estava tão curtinho, já cresceu, à vontade, quase 2cm? Vai uma pessoa cortá-lo curtinho para tentar aguentar este Verão, mas com o meu cabelo já devia ter desistido de lhe dar ordens. Como diz a minha cabeleireira – é uma força da natureza! A temperatura por aqui aumentou um pouco e aproveitei para fazer a manhã de praia, já que a tarde é sempre uma incógnita.

Como estou com dados limitados, sempre que os ligo no telemóvel é só para verificar as caixas de mail e parece que quando este diário de bordo sair, provavelmente sairá a entrevista ao Slow Magic! Um dos poucos nomes estrangeiros do Festival Fusing. Nos pouco minutos de internet que tive ontem, consegui programar algumas coisas, mas aproveito para relembrá-las:

Hoje vou tentar deixar então o Diário de Bordo, a entrevista com Slow Magic e ainda mais confirmações do grande Zigurfest a acontecer em Lamego nos dias 29 e 30 de Agosto! Infelizmente, não vou conseguir ter a entrevista do Samuel Pimenta antes de ele ir para o Brasil, que vai amanhã, mas vou tentar que saia brevemente.

Confesso que estar sem acesso imediato à internet tem sabido bem. Se no primeiro dia era o pânico por causa do trabalho, depois de encontrada uma metodologia que me permitisse controlar essas questões sem ter que aceder constantemente à internet, o relaxamento de não ter sempre o computador a chamar por mim tem sabido muuuuuito bem. A partir de dia 14, Agosto vai aquecer ainda mais em termos de actividades, o acesso à internet ainda será menor, mas com Setembro à vista e tantos desafios novos, é realmente tranquilizador não estar tão dependente da internet.

Em termos de leituras, comecei ontem A Revelação da Lissa Price e ando com o e-book d’A Guerra Diurna quando vou para a praia. Dói-me a alma só de imaginar uma gota de água a cair num livro! Claro que antes de ter um e-reader, que remédio tinha senão levá-los, mas se posso protegê-los, faço-o!

E é isto por hoje, já me alonguei demasiado, muitos devaneios e tal, mas pronto, é para isso que serve um diário, certo? Beijoooooos e até ao próximo Diário de Bordo!

0 comentários