Vou de férias e...! [Diário de Bordo XII] Falta 1 Dia! 1 Dia!!!

Os preparativos já arrancaram! Ainda tenho de carregar ali o Kobo, mas os kits de primeiros socorros já começam a ser reunidos, as belas...


Os preparativos já arrancaram! Ainda tenho de carregar ali o Kobo, mas os kits de primeiros socorros já começam a ser reunidos, as belas mantas  e lanternar para Paredes de Coura também, e a minha bela Canon Rebel XSi com a sua lente de 50mm, que vai ser aquela coisa lindíssima para captar as expressões mais curiosas! Amanhã de manhã arranco para o belo Fusing Culture Experience - o festival que aposta na música portuguesa, que junta desporto, música, arte e gastronomia, que promete dar que falar numa edição que tem tudo para ser memorável!

Logo no Domingo, dia 17, sigo para Paredes de Coura para o belo do festival. Logo nesse dia tenho Moullinex e Xinobi à minha espera! No dia seguinte, First Breath After Coma e por aí fora! Para tornar a coisa mais dinâmica, vou criar um Registo, espécie Diário de Borda, para a interacção entre os Artistas Portugueses e o Morrighan no Paredes de Coura. Mais logo, toda a informação sobre isso mesmo.

Hoje de manhã também foi publicada a opinião de um livro que adorei - O Tempo Morto É Um Bom Lugar. Leiam que vale muito a pena, Manuel Jorge Marmelo é um escritor mesmo muito bom. Ainda queria deixar mais opiniões publicadas, mas com os preparativos, as transcrições e tudo mais, tem sido humanamente impossível concretizar tudo. 

Também não sei com que frequência irei continuar a postar os Diários de Bordo, mas prometo que sempre que consiga, nem que sejam duas linhas, venho cá dizer um olá. Já estou com pena de no final de Agosto abandonar este formato. Eheheh, mas em Setembro começa uma nova fase da minha vida e logo veremos como é que as coisas se sucedem a partir de então. 

Sei que muitos não estão de férias, mas não desanimem. Tentem ler, ouvir música, passear, descontrair. Este Verão não está muito quente (vou de galochas e gabardina para Paredes de Coura!!!), mas há sempre um raio de sol a bater-nos no rosto, uma brisa que faz chegar até nós o restolhar das folhas de uma árvore e que nos faz sentir gratos por todas as coisas boas que temos. Às más, fazemos-lhes uma careta, sorrimos e viramos costas. Aprendemos com elas e seguimos em frente. [Fim de momento mariquinhas]

Beijooooooooooooos! E até ao próximo Diário de Bordo! Deixem os vossos comentários por aqui também! É sempre bom saber o que pensam :) 

0 comentários