Comunicado - Estatuto Guest Bloguer & Blogue Morrighan - Esclarecimentos

Na meia-noite de hoje, dia 13 de Setembro, foi lançado um concurso de contos que será editado pela Livros de Ontem em parceria com o meu bl...

Na meia-noite de hoje, dia 13 de Setembro, foi lançado um concurso de contos que será editado pela Livros de Ontem em parceria com o meu blogue - o blogue Morrighan. Surgiu no contexto de ser Guest Bloguer, com a definição que o João deu na entrevista ao blogue, e desde então as polémicas têm sido mais que muitas. Como, acima de tudo, a sinceridade sempre foi o mote deste blogue, dou-vos agora a minha perspectiva e o que me passou pela cabeça quando aceitei.

  • O ano passado, na comemoração dos 5 anos do blogue, fiz um concurso de contos que acabou por dar origem à primeira publicação de uma editora portuguesa - a Editorial Divergência. Fiquei muito contente por os autores terem a oportunidade de verem os seus contos num formato físico e tal deixou-me muito orgulhosa.
  • Estava eu a pensar no que haveria de fazer no sexto aniversário quando o convite do João Batista aconteceu. Surgiu-me então a ideia de lançar uma colectânea de contos com autores já conhecidos e promover um concurso para 5 novos autores. A ideia é juntar autores novos com autores já conhecidos, para que os primeiros possam ter mais pessoas a lê-los e a conhecê-los. 
  • O tema - O Desassossego da Liberdade - vem do meu gosto por todo o mundo de Fernando Pessoa e por todas as temáticas que envolvem a Liberdade, do que é isto de se ser livre. Dado que iria coordenar uma colectânea, achei que o tema e o blogue deviam estar em concordância, e foi daí que este tema surgiu.
  • Agora a parte que tem causado polémica. O estatuto de Guest Bloguer, como o João o definiu, parte do princípio que os direitos de autor ficam para o bloguer em causa. Para além de nem ter pensado nos valores monetários quando comecei a convidar os autores, que tanto significam para mim, a verdade é que nunca vi isto como um rendimento, mas sim como uma oportunidade para divulgar novos autores e ter um livro que simbolizasse essa minha dedicação ao longo dos últimos 6 anos.
  • Mas vejamos as coisas dessa forma: Royalties de 500 livros, dificilmente me colocariam rica. Mais, royalties de 500 livros a dividir por mais de 10 autores, não dá nada a cada um. 500 livros com as ofertas aos participantes equivale a 0. Independentemente disso, o dinheiro, para mim, nunca foi a questão, mas sim a intenção do objecto em si existir, do livro, da colectânea com pessoas que gosto e admiro, poder dar oportunidade a novos talentos. 
  • Todos sabem que não faço dinheiro nenhum com o blogue, nem sequer pensei ainda nisso dos royalties porque, claramente, na minha ideia estapafúrdia estava a fazer algo de bom e de construtivo. Como tal, eu e o João estivemos a falar e haverá uma reformalização do programa Guest Bloguer – os direitos de autor serão distribuídos para o bloguer e para os autores, 10% a cada parte. Os 10% para os autores incluem o ilustrador, neste caso. Mais, os 10% que me couberem a mim, serão doados e não utilizados para proveito próprio. Também os autores o poderão doar, caso tenham esse desejo, sendo que os autores convidados já expressaram essa vontade.
Dito isto, o concurso vai andar para a frente, o regulamento será actualizado, os autores convidados serão anunciados a seu devido tempo (e sim, todos eles estão a par de toda esta polémica e o apoio deles nunca vacilou) e espero que, antes de atacarem uma entidade, neste caso o meu blogue, pensem bem até que ponto é que não estão a extrapolar os factos. Ninguém está aqui para se aproveitar de ninguém, muito pelo contrário. Já entrevistei quase duas centenas de pessoas, li centenas de livros, fiz milhares de artigos de divulgação e nunca tentei fazer um cêntimo. E sobre isto, não tenho mais nada a dizer. 

1 comentários