Em Setembro, pelo Grupo Planeta: O Vestido Cor de Pêssego, de R. A. Stival

O VESTIDO COR DE PÊSSEGO R. A. Stival 320 páginas / PVP: 17,76€ Uma história arrebatadora, que nos arrasta imperiosamente para ...


O VESTIDO COR DE PÊSSEGO
R. A. Stival

320 páginas / PVP: 17,76€

Uma história arrebatadora, que nos arrasta imperiosamente para a eterna batalha entre a guerra e o amor.

Um grande romance histórico lusófono, muito bem documentado, povoado de gente viva, para gente que gosta de sentir o coração palpitar.

Um romance que não se consegue parar de ler, ao nível dos maiores sucessos internacionais.

Um livro viciante, uma história de amor com personagens fortes e inesquecíveis.

Uma saga, Hussardos e Dragões, que promete e criar uma legião de fãs.
Esta narrativa tem início com a Batalha de Valmy, que ocorreu durante as Guerras da Revolução Francesa. Algumas personagens que surgem no livro, sejam apenas citadas, ou com participações efectivas, são reais. Houve ainda a preocupação de se manter a fidelidade aos factos históricos ocorridos e a sua cronologia.
O segundo romance da série - Uma Canção para o Meu Amor - está já quase terminado.

LIVRO
Muitas batalhas são vencidas nos campos do coração
O General Amadeus Barnard, da Cavalaria Ligeira da Grande Armée de Napoleão tinha um título de nascimento.
Propriedades.
Uma biblioteca preciosa.
Era um herói nacional.
Bonito como o diabo...
Adeline Boissinot só tinha dois vestidos. Não: apenas um vestido: o que trouxera no corpo quando rumara até Paris, atrás de um sonho que nunca se realizaria... 
O outro, o vestido castanho que ela usava durante o dia e fora adaptado para o seu corpo delicado, era o vestido da criadagem. 
E ele era o seu patrão.

EXCERTO
«O toque dela era inebriante e Amadeus sentia-se a resvalar para a inconsciência de quem era, do lugar onde estava, de qual era a sua situação… Sentia que a cabeça repousava na maciez dos seios dela, e que os seus dedos suaves lhe mexiam delicadamente, deixando-o em brasa. Mas que importavam agora as coisas do mundo? Posição social? Idade? Instrução?
Naquele instante, nada importava a não ser aquele toque, aquela suavidade na sua pele que lhe acelerava o sangue e provocava um desejo galopante a apoderar-se de cada fibra do corpo. Tinha ímpetos de apertar cada vez mais os dedos no tecido da camisa que tinha entre as pernas, em desespero, pois não queria que ela visse até que ponto estava a mexer com os seus sentidos…»

AUTORA
Rosania Stival divide o seu coração entre o Brasil, país em que nasceu e creceu, e Portugal, onde vive há 8 anos. É formada em Letras e Psicologia, e é professora de Língua Portuguesa. O seu romance de estreia, O Vestido Cor de Pêssego, teve a sua primeira versão em 1997, como um conto de 16 páginas. Em 2013, as personagens ganham nova vida e a história recebe mais cor, acção, romance, e maior dimensão humana, mostrando dramas pessoais e colectivos, num período marcado por grande efervescência política e social. Em 2014, a saga dos Hussardos e Dragões, aqui iniciada, já promete mais paixões e aventuras que fervilham na cabeça e na ponta dos dedos de Rosania Stival, noite fora… Uma autora forte e apaixonada por histórias e pelas suas personagens, que arrasta consigo qualquer leitor que goste de vibrar, ver e sentir aquilo que lê. Afinal, é o amor que move a Lua e as estrelas, é o amor que nos faz leitores e amantes.

Ritmo, emoção e uma escrita erótica verdadeiramente empolgante e romântica, neste romance de estreia de Rosania Stival, uma autora brasileira apaixonada pelas suas personagens e pela vertigem que as atrai.

3 comentários