[O Morrighan Apoia] Boca a Boca - um projecto de entrevistas de Vera Marmelo e Rita Tomás

Pessoas dinâmicas e pro-activas, entusiastas e dedicadas, dão sempre origem a projectos originais, bonitos e de uma significância fora d...


Pessoas dinâmicas e pro-activas, entusiastas e dedicadas, dão sempre origem a projectos originais, bonitos e de uma significância fora do comum. Conheci a Vera Marmelo a propósito da entrevista que lhe diz aqui para o Morrighan e tenho comunicado com a Rita Tomás há já algum tempo por causa de projectos musicais. Quando vi que se tinham juntado e formado o Boca a Boca fiquei super entusiasmada. Acho o projecto fantástico, a combinação das fotografias da Vera com as perguntas da Rita com uma previsível harmonia que poucos conseguem e vou seguir atentamente cada uma das suas entrevistas. Sem dúvida que serão uma inspiração para pessoas que, como eu, adoram intervir e divulgar o trabalho de pessoas que tanto fazem pela nossa cultura. Deixo-vos mais informações sobre o Boca a Boca. 

Boca a Boca
Um projecto de entrevistas de Vera Marmelo e Rita Tomás

Arrancou um novo projecto de entrevistas online que une a fotógrafa Vera Marmelo à assessora de imprensa Rita Tomás. Motivadas pelo desejo de documentar o trabalho de pessoas que admiram, arrancam esta série de entrevistas com Sérgio Hydalgo, programador de música da Galeria Zé dos Bois. Já online em Boca a Boca.

Este espaço começou por ser idealizado para falar de comida, mas o acidente transformou-o na plataforma ideal para ligar o trabalho de duas amigas. A Vera e a Rita conhecem-se há anos e sempre caminharam paralelamente no trabalho e na vida sem nunca terem desenvolvido um projecto que as unisse. Apesar de omnipresentes na vida uma da outra, foram deixando poucas provas físicas dessa presença e, tanto quanto se conseguem lembrar, só têm uma foto as duas juntas. Foi preciso colaborarem numa outra proposta, em que a Rita tomou conta da escrita e a Vera tratou dos retratos, para perceberem que a oportunidade para um projecto conjunto estava criada. O nome inicialmente concebido pela Rita para um blogue de comida assentava perfeitamente naquilo queriam agora fazer. Na mesa do café ou no sofá lá de casa, entrevistam e fotografam amigos e desconhecidos que admiram. Boca a boca, porque são assumidas devotas do discurso directo e intuitivo, porque sabem que só faz sentido se for assim.

VERA MARMELO
Confunde os dias entre 2 vidas, a engenharia e a fotografia. A fotografia surge do desejo de partilhar a "música" dos amigos. Em 2005, inicia-se uma movida galvanizada por plataformas como o MySpace e os fóruns, em Lisboa. Começa a alimentar estes meios e um blogue com fotografias de qualidade duvidosa. A Internet fez o resto. Continua, 10 anos depois, a fotografar religiosamente dois festivais barreirenses em que começou e a ir semanalmente à ZDB. Pelo caminho já teve a oportunidade de fotografar o Thurston Moore, Orelha Negra, Rodrigo Amarante, Ana Moura, General D e Marcelo Camelo.

RITA TOMÁS
Mudou-se para Lisboa em 2005 para estudar na universidade, mas foram os que concertos a que assistia que precipitaram todas as mudanças que vieram a seguir. Começou a trabalhar em comunicação no CCB, passando posteriormente para o Teatro Maria Matos, onde há cinco anos que usa os concertos como motivo para convencer jornalistas a escreverem textos bonitos e fotógrafos a tirarem belas fotos. Por amor à escrita, sempre foi alimentando uma gaveta lá de casa com textos avulsos e chegou até a fazer uma pós-graduação dedicada especialmente aos livros. Em 2014, começou o seu empreendimento mais difícil até à data: leccionar. 

0 comentários