Em Abril, pelo Clube do Autor: Erros Meus, Má Fortuna, Amor Sempre?, de Helena Sacadura Cabral

Erros Meus, Má Fortuna, Amor Sempre? Helena Sacadura Cabral Edição/reimpressão: 2015 Páginas: 224 Editor: Clube do Autor ISB...


Erros Meus, Má Fortuna, Amor Sempre?
Helena Sacadura Cabral

Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 224
Editor: Clube do Autor
ISBN: 9789897242175

LIVRO
Helena Sacadura Cabral revela neste novo livro muito do que sente e pensa acerca do mundo que a rodeia. Em Erros meus, má fortuna, amor sempre?, a autora reforça a ideia de que apesar dos erros que possamos ter cometido, a força, as convicções e alguma dose de sorte garantem, quase sempre, o amor daqueles que nos rodeiam. E amor é, afinal, aquilo que todos procuramos.
Dividido em cinco partes, Histórias Vividas, Memórias, Reflexões, Momentos e Histórias de Antigamente, este novo livro conta algumas das vivências da autora que a tornaram na mulher que é hoje. É aí, nesse meio caminho, que se encontra este livro, entre quem foi e quem é Helena Sacadura Cabral.

AUTORA
Helena Sacadura Cabral é licenciada em Economia, tendo obtido o prémio para o melhor aluno do seu curso. Desempenhou vários lugares de chefia na Administração Pública e foi a primeira mulher a ser admitida nos quadros do Banco de Portugal. Colunista de diversos jornais e revistas, foi também colaboradora da RTP e da SIC. Hoje, mantém uma coluna semanal no DN e um programa na RDP1. É autora das obras Bocados de Nós e Um Certo Sorriso, esta última publicada pela Oficina do Livro.

CITAÇÃO
A única vantagem da idade é o tempo. Sobretudo, quando temos a capacidade de discernir sobre ele e, pasme-se, até de, vitalmente, o esquecer. (…) Há um passado que passou, velho, sem interesse. Pelo qual terei chorado as lágrimas que ele nem sequer, alguma vez, mereceu. E há o passado que ficou, quase diria esplendoroso, que me fortaleceu, me deu ânimo, me fez sorrir, que, enfim, ajudou a fazer de mim a mulher que hoje sou. Esse vive no meu dia-a-dia e vem abraçar-me sempre que dele preciso.

0 comentários