[Divulgação] Lugares Escuros, de Gillian Flynn

Lugares Escuros Gillian Flynn Género: Thriller Tradutor: Tânia Ganho Formato: 15x23,5cm N.º de páginas: 416 Data de lançam...


Lugares Escuros
Gillian Flynn

Género: Thriller
Tradutor: Tânia Ganho
Formato: 15x23,5cm
N.º de páginas: 416
Data de lançamento: 4 de outubro
PVP: 17,70€

Best-seller do New York Times
«4 estrelas em 4» revista People
Melhor livro do ano: Publishers Weekly, The New Yorker, Chicago Tribune; Weekend Today.

Libby tinha sete anos quando a mãe e as duas irmãs foram assassinadas no «Sacrifício a Satã de Kinnakee, no Kansas». Enquanto a família jazia agonizante, Libby fugiu da pequena quinta onde viviam e mergulhou na gelada neve de janeiro. Perdeu alguns dedos das mãos e dos pés, mas sobreviveu e ficou célebre por testemunhar contra Ben, o irmão de quinze anos, que acusou de ser o assassino.

LIVRO
Passados vinte e cinco anos, Ben encontra-se na prisão e Libby vive com o pouco dinheiro de um fundo criado por pessoas caridosas que há muito se esqueceram dela.
O Kill Ckub da Matança é uma macabra sociedade secreta obcecada por crimes extraordinários. Quando localizam Libby e lhe tentam sacar os pormenores (provas que esperam vir a libertar Ben), Libby engendra um plano para vir a lucrar com a sua história trágica. Por uma determinada maquia, estabelecerá contacto com os intervenientes daquela noite e contará as suas descobertas ao clube… e talvez venha a admitir que afinal o seu testemunho não era assim tão sólido.
À medida que a busca de Libby a leva de clubes de striptease manhosos no Missouri a cidadezinhas turísticas de Oklahoma agora abandonadas, a narrativa vai voltando atrás, à noite de 2 de janeiro de 1985. Os acontecimentos desse dia são recontados aos olhos dos membros condenados da família de Libby, incluindo Ben, um miúdo solitário cuja raiva pelo pai indolente e pela quinta degradada o leva a uma amizade inquietante com a rapariga acabada de chegar à cidade
Peça a peça, a verdade inimaginável começa a vir ao de cima e Libby dá por si no ponto onde começara: a fugir de um assassino.

AUTORA
É autora de Em Parte Incerta, best-seller do New York Times e um dos melhores livros de 2012. É também autora de Objetos Cortantes, vencedor do Dagger Award e nomeado para o Edgar Award de romance de estreia, escolha da BookSense e da seleção de Descobertas da cadeia de livrarias Barnes & Noble. A autora está publicada em 28 países. Vive em Chicago com o marido e o filho.

IMPRENSA
«De pôr os nervos em franja.» The New York Times

«Um mistério bombástico e cheio de reviravoltas.» Entertainment Weekly

«Um thriller que nos agarra.» Cosmopolitan

«Deliciosamente arrepiante.» Chicago Reader

«Não. Consegui. Parar. De. Ler.» Bookreporter.com

«Uma intriga densa e personagens cativantes.» Library Journal

Sobre o Em Parte Incerta:
«Gillian Flynn escreveu um thriller viciante que nos envolve no mistério do desaparecimento de uma mulher, mas também mostra uma América em crise. Há livros que têm a capacidade de nos sequestrar durante horas seguidas, às vezes durante dias a fio, livros tão eficazes que tornam a leitura compulsiva e dão sentido ao adjetivo inglês unputdownable ("impossível de pousar, de largar"). Foi o caso, há uns anos, dos romances da trilogia Millennium, de Stieg Larsson. É também o caso de Em parte Incerta, o thriller psicológico que se tornou um fenómeno de vendas e de crítica nos EUA, em 2012. Gillian Flynn, como Larsson, consegue criar personagens fortíssimas e colocá-las em situações extremas, com abundância de surpresas e volte-faces.»
Expresso, José Mário Silva

«De vez em quando há um thriller que aterra com a força de um meteorito. Em parte Incerta, de Gillian Flynn, é um desses casos. Um dos livros mais comentados nos Estados Unidos no ano passado, foi por cá muito rapidamente traduzido pela Bertrand. Felizmente!»
Rui Lagartinho, Público.

0 comentários