Artigo sobre como estimular a criatividade

Encontrei hoje este artigo interessantíssimo sobre o funcionamento do cérebro humano no que toca  à parte criativa versus a parte an...



Encontrei hoje este artigo interessantíssimo sobre o funcionamento do cérebro humano no que toca 
à parte criativa versus a parte analítica na resolução de problemas, e o que é que pode estimular um maior balanço entre ambos. À medida que fui avançando na leitura dei conta que o meu caso é um daqueles que não dá bem para classificar pois revejo-me com imensas situações contraditórias. Ou seja, eu sei que tenho uma mente analítica muito forte - não fosse eu engenheira informática - mas também passo a vida à luta com a mente criativa que custa imenso a desenvolver. 


Concordo no que dizem em relação à disposição, ao sermos positivos, concordo que quando me sinto num espaço fechado ou apertado, sem uma visão ampla para alguma coisa, que me sinto confinada e pouco produtiva. Mas acho que faltou ali analisar um pouco as pessoas que nos rodeiam. Não são só os espaços ou as cores que nos influenciam, mas também os colegas, os patrões, todas essas coisas. E talvez esse seja o grande segredo daqueles que conseguem manter as duas partes - criativa e analítica - bem balançadas. Acreditam que existam pessoal naturalmente predispostas a cada uma destas mentalidades, mas são raras as que podem trabalhar sozinhas, desenvolvendo a seu belo prazer cada uma das suas capacidades.

E sim, façam pausas, não façam nada até, durante um intervalo que definam. Falem com os amigos, tomem um café, vejam um filme. As soluções surgem quando menos esperarem. Por vezes estamos tão stressados e obcecados com os nossos desafios que esquecemo-nos de que o nossos cérebro também precisa do seu tempo para assimilar tudo e para nos poder dar uma resposta satisfatória. Em relação ao duche, bem, se é para estarem a pensar, pensem também na água que gastam! Eheheh. Sabe bastante bem, verdade, mas vejam se não preferem o "molho" do banho para divagarem. Ah, e dormir! O problema é quando nem a dormir o nosso cérebro pára! Ainda assim não seria a primeira vez que acordava a meio da noite ou de manhã com a solução para aquele problema que me andava a chatear tanto. Leiam o artigo, acho que vale a pena, mesmo que não se identifiquem com tudo.

0 comentários