D'Estalo é o primeiro disco da dupla Sr. Inominável, pela Azul de Tróia e GDA

Dupla de Viana do Castelo, Sr. Inominável apresenta-se com o seu primeiro disco - D'Estalo. O nome parece-me apropriado quando olham...


Dupla de Viana do Castelo, Sr. Inominável apresenta-se com o seu primeiro disco - D'Estalo. O nome parece-me apropriado quando olhamos para um disco que apesar de algo cru tem também muito de genuíno. A música portuguesa atravessa uma das suas melhores fases, mas a POP nem sempre tem sido muito valorizada. Eu própria não costumo ouvir muito este género de música, mas quando este trabalho me foi apresentado a curiosidade falou mais alto. Não me ficou no ouvido à primeira audição, confesso, mas há discos que precisam de um pouco mais para que possamos ver o seu potencial e a verdade é que até não desgostei. As músicas são alegres, as letras descontraídas, românticas ou só aventureiras, e apesar dos ritmos não divergirem muito, não é difícil imaginar o entusiasmo de um público algo sonhador num concerto ao vivo. Gostei da participação de Columbia na faixa "Pronto a Despir", parece-me uma voz com potencial e espero ter notícias dela brevemente. No fundo estamos perante um projecto que ainda explora a sua inocência e que me parece ter muita margem de conquista.
Deixo-vos com a informação oficial do disco e do projecto, o teledisco que já saiu pela Antena 3 e o álbum pronto a ouvir no leitor do Spotify! Boas audições! 



Formado em 2011, o duo de Viana do Castelo ensaiou timidamente na cave deserta de um prédio de uma rua-não-qualquer dessa mesma cidade. Passados dois anos figurou “Fora de Prazo” na compilação “Novos Talentos FNAC” e decidiu reunir uma tropa para gravar aquele que viria a ser o primeiro disco.

Mãos à obra e anteciparam-se a apresentar o primeiro single - “Corre Por Aí” – com um teledisco acessível a todos nós. Era o prenúncio de que o primeiro longa duração estava prestes a ver a luz do dia. Pois bem, “D’Estalo” é a demorada mas contundente afirmação do Sr. Inominável. Um disco composto por nove canções que alimentam a urgência do que tinha de ser dito no tempo certo. O amor como ponto de partida e de chegada.

Gravado em fita de filigrana, durante o ano de 2014, esta é uma obra que não invoca qualquer pretensão mas na qual se escuta o marchar das guitarras e baterias orgânicas, as vozes que só e sempre oscilam, uns teclados sonhadores e portentosas linhas de baixo. Entre a realidade e a ilusão. Entre o corpo roque e a alma pop.

“D’Estalo” está disponível no mundo digital (Spotify, Apple Music, Meo Music, Google Play, YouTube, entre as outras plataformas) e poderá, ainda, ser encontrado nas lojas habituais e encomendado directamente à banda, através do e-mail: sr.inominavel@gmail.com.

Resta referir que o Sr. Inominável é bipolarizado por Ricardo Lemos e Pedro Rio-Tinto. Bem-vindos sejam os incautos.

1. Punhal
2. Corre por Aí
3. P'ra Inglês Ver
4. Diz que Disse
5. Self Service (sobe e serve-te)
6. Pronto a Despir (com Columbia)
7. Perfeito Acaso
8. Acabámos no Refrão
9. Volto Já

"D'Estalo" foi gravado, misturado e masterizado por Ivo Cunha, no Trovoada Estúdio, em Viana do Castelo. Composto por Pedro Rio-Tinto (guitarra-baixo e coros) e por Ricardo Lemos (letras, voz, guitarra e teclas). Contou com a participação de Igor Esteves (bateria), Ricardo Barriga (guitarra na "Diz que Disse") e Pedro de Tróia (coros).

Esta edição tem o apoio da Fundação GDA. 

0 comentários