“Bruta/Doutor Tristeza”: o lançamento duplo esta sexta no Musicbox

"Bruta", o disco que reúne fisicamente o  trabalho que Ana Deus (Osso Vaidoso/Três Tristes Tigres) e Nicolas Tricot desenvolv...



"Bruta", o disco que reúne fisicamente o  trabalho que Ana Deus (Osso Vaidoso/Três Tristes Tigres) e Nicolas Tricot desenvolveram em torno da poesia de Ângelo de Lima, Mário de Sá Carneiro, Sylvia Plath, entre outros, será apresentado no Musicbox em Lisboa esta sexta. A noite, integrada na programação dos Dias do Desassossego, contará ainda com o lançamento de "Doutor Tristeza", um livro com selo da editora Mia Soave que reúne a poesia do infame poeta brasileiro Augusto dos Anjos. A entrada no clubbing é feita com um djset especial, da autoria de Rui Hermenegildo e de Ricardo Henriques.
A apresentação começa às 23h00 e os bilhetes para a noite custam €7,5 e já se encontram à venda na bilheteira online.


"Bruta" reúne um conjunto de dez temas que partem textos de poetas internados em hospitais psiquiátricos. Entre os escolhidos destaca-se a obra de Ângelo de Lima, Stela do Patrocínio, António Gancho, Mário de Sá Carneiro, Sylvia Plath, António Joaquim Lança e António Maria Lisboa. O trabalho que resulta do esforço colaborativo entre  de Ana Deus (Osso Vaidoso/Três Tristes Tigres) e Nicolas Tricot tem edição pela CTL/Musicbox e insere-se no programa de actividades apoiado pelo Festival Silêncio. Recorde-se que este projecto, surgiu à margem do encontro entre ambos os artistas num espectáculo de Manel Cruz, e tem por base o fascínio de Ana Deus por Ângelo de Lima, poeta do Porto que acabou a vida internado no hospital psiquiátrico Miguel Bombarda, com esquizofrenia paranóide.

A acompanhar a edição do disco, será ainda apresentado o livro "Doutor Tristeza", uma publicação da Mia Soave. Organizado e prefaciado por Henrique Manuel Bento Fialho, a obra junta a antologia Doutor Tristeza, “do decadente poeta Augusto dos Anjos (1884-1914)”. Recorde-se que Augusto dos Anjos foi um poeta brasileiro, considerado um dos mais importantes poetas do Pré-Modernismo. Com sua poesia anti lírica e mórbida preparou o terreno para a grande renovação modernista. A edição sairá com selo da Mia Soave e será apresentada num espectáculo ao vivo que junta a poesia à leitura e à performance.

Biografia Mia Soave
A Mia Soave editou o seu 1º título em 2011, “Reality Show ou a alegoria das cavernas” de Alberto Pimenta com cd “Degrau (cuidado)” onde são recriados poemas mais antigos do autor por um leque de músicos (Ana Deus, Alexandre Soares, Pedro Augusto e João Alves), e o 2º título em 2012, “Prémio Nacional de Poesia” de Nuno Moura com cd “Mau Sangue” de José Ferreira, Beatriz Nunes e do próprio autor.


0 comentários