[DESTAQUE] Em Novembro, pela Bertrand: A Sexta Extinção, de James Rollins

A Sexta Extinção James Rollins Edição/reimpressão: 2015 Páginas: 496 Editor: Bertrand Editora ISBN:9789722529730 Será já...


A Sexta Extinção
James Rollins

Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 496
Editor: Bertrand Editora
ISBN:9789722529730

Será já tarde demais para parar a destruição da humanidade?

LIVRO
Uma estação de pesquisa militar envia uma mensagem angustiante, que termina pedindo que matem todos os que se encontram lá dentro.
O pessoal da base militar mais próxima acorre ao local e encontra todos os elementos da equipa mortos, não só os cientistas, mas também todos os seres vivos numa área de oitenta metros quadrados: todos os animais, plantas e insetos, incluindo as bactérias. 
A terra tornou-se inteiramente estéril, e o fenómeno está a espalhar-se.
Com o intuito de travar o inevitável, o comandante Gray Pierce e a Força Sigma têm de descobrir uma ameaça que tem origem em tempos remotos, quando a Antártida era verde e toda a vida na Terra se equilibrava no fio da navalha. Seguindo as pistas de um mapa ancestral resgatado da Biblioteca de Alexandria, a Força Sigma descobrirá a verdade acerca de um velho continente e uma nova forma de morte enterrada debaixo de quilómetros e quilómetros de gelo. De segredos milenares saídos de um passado glacial até mistérios enterrados bem fundo nas selvas mais escuras dos nossos dias, a Força Sigma enfrentará o seu maior desafio de sempre: parar a iminente destruição da humanidade. 
Mas será já tarde demais?

AUTOR
James Rollins é autor de vários thrillers internacionais, todos eles best-sellers do New York Times, e os seus livros estão publicados em mais de quarenta países. A sua série Força Sigma, na qual se insere A Sexta Extinção, foi considerada «no topo da lista das boas leituras» (New York Times) e uma das «melhores leituras do género» (revista People). Em cada romance, revelam-se mundos invisíveis, descobertas científicas e segredos históricos em que a ação tem um ritmo alucinante e a narrativa é inteiramente original.

0 comentários