[Diário de Bordo] A um mês dos "7 Anos Blog BranMorrighan" !

Novo logótipo por Marta Banza 2015, que ano! E ainda não acabou... Pouco mais falta do que mês e meio para terminar, mas a verdade é q...

Novo logótipo por Marta Banza

2015, que ano! E ainda não acabou... Pouco mais falta do que mês e meio para terminar, mas a verdade é que desde que começou que parece que já vivi mil vidas, tão diferentes umas das outras. O post de reflexão virá daqui a um mês, a 13 de Dezembro, dia em que o blogue comemora os seus sete anos, mas agora que decidi avançar com umas quantas iniciativas acho importante fazer este pequeno desabafo.

Antes de mais, quero pedir desculpa por eventualmente vir a ferir alguma susceptibilidade, mas cada um é como cada qual e eu penso que perceberão o contexto. A verdade é que o Luís Miguel Rocha morreu. Passados estes meses todos eu ainda estou a tentar processar a sua ausência. É como um vazio constante, um pequeno abismo que trago comigo. Se nos últimos dois anos os aniversários do blogue deram origem a eventos (Auditório Orlando Ribeiro, Musicbox e Maus Hábitos) e a obras literárias (a primeira pela Editorial Divergência, a segunda pela Livros de Ontem) tal não aconteceu sem que o Luís fosse uma força motriz destas iniciativas. Já o disse antes, mas reafirmo, poucos acreditavam em mim como ele. Sempre que expressava alguma dúvida ou insegurança, ele conseguia fazer com que eu acreditasse que era capaz de (quase) tudo.

Como devem imaginar, num ano em que já fiz três lutos, pensar em festas e em comemorações de algo que me ligou tanto a uma pessoa parece quase anedótico. O problema é que sei que ele ficaria chateadíssimo comigo se por um momento eu pensasse em baixar os braços. Mas a verdade é que pensei. Pensei em acabar com o blogue, pensei em desistir do doutoramento, pensei em muita coisa menos boa. Não por ele ter morrido, mas porque por vezes a vida parece que nos confunde as voltas e deixamos de ver sentido em algumas coisas.

Há muito que continua a não estar bem. A vida pessoal de cada um só a si mesmo diz respeito e lá porque mostramos uma face alegre e sorridente a toda a hora, não quer dizer que a vida seja uma ilha paradisíaca. Ainda assim, acho importante que a pouca força que se vai arranjando convirja em algo bom, em algo positivo. Penso que se há pessoas que nos inspiram, o mínimo que podemos fazer é corresponder e tentar inspirar alguém. Não interessa quem. Nos pequenos momentos e pequenos gestos as pessoas tocam a nossa vida e se calhar também nós tocamos as dos outros sem termos consciência disso. Adiante...!

O 7º Aniversário vai para a frente e estão a ser feitos esforços para que seja mais um aniversário muito especial. Cada forma de expressão neste aniversário vai conter em si muito de mim e do que têm sido os últimos sete anos. Quero começar pela ilustração, que só verão no dia 13 de Dezembro, em estreia, mas cujos vislumbres já andam a circular nas redes sociais. Este ano quebramos o ritual de serem homens a assumirem a ilustração representativa do aniversário para termos uma estreia feminina - a Marta Banza! Muitos poderão já tê-la visto, e até conhecido, através do projecto Tio Rex (crime se não conhecerem nem um nem outro!). A Marta é uma pessoa incrível, multi-facetada, estuda, desenha, fotografa, toca, canta, eu sei lá! Mulher dos sete ofícios, diria eu, impecável para os sete anos do blogue. O resultado está muito querido e não será difícil associarem rapidamente todas as vertentes do blogue e pessoais, e ainda uma pequena homenagem. Estou ansiosa por poder partilhá-la convosco.

Outra novidade que quero anunciar, para começar a suscitar a curiosidade, é que estabeleci uma colaboração com o Matéria Negra para um projecto de ilustração e escrita inspirado em sete deuses celtas! Tanto a ilustração oficial como este projecto terão os seus posts próprios de apresentação e destaque, mas resumindo: quis voltar às origens. Sete anos é já uma janela temporal suficientemente grande para dar conta da enormidade de experiências que o blogue já me proporcionou. As parcerias literárias, as entrevistas, os convites para projectos externos, organização de eventos, coordenação de colectâneas, tanta, tanta coisa! Mas então, e como é que tudo começou? De onde vem o nome do blogue? Fazem-me tantas vezes esta pergunta que este ano decidi usar o aniversário como pretexto para revisitar a minha curiosidade genuína na mitologia e desafiar outros a entrarem nesse mundo e a saberem mais também! A colaboração com o Matéria Negra é mesmo isso: 7 pessoas ilustrarão 7 deuses, 7 pessoas escreverão sobre esses mesmos 7 deuses. A Matéria Negra ficou a cargo das ilustrações, eu estou a cargo de coordenar os escritos. Brevemente revelarei quem pertence ao quê!

Preparem-se também para reservarem já dia 15 de Janeiro nas vossas agendas. Vou voltar a assaltar o Musicbox para uma nova festança de aniversário! A data no Porto está por confirmar, mas o meu querido pessoal do norte não está esquecido. 

Pessoal dos livros, não se preocupem, o mês inteiro de grandes passatempos vai existir! De 13 de Dezembro a 13 de Janeiro os espaços no Morrighan vão ser especialmente dedicados a parceiros e a leitores. Se quiserem fazer parte do aniversário, seja através de uma mensagem ou de uma proposta de colaboração, basta enviarem mail para branmorrighan[at]gmail.com! Tem sido muito bonito receber as mensagens de apoio dos leitores, é o que dá sempre mais força. 

E pronto, se aguentaram ler até aqui acreditem que vos admiro muito. Desculpem o tom inicial do post mais sombrio, mas como podem ver a memória continua bem viva, tal como a influência. Brevemente mais notícias e coisas boas!

Páginas importantes:


8 comentários