Em Janeiro, pela Companhia das Letras Portugal: O Amor Natural, de Carlos Drummond de Andrade

Amor Natural Carlos Drummond de Andrade Companhia das Letras ISBN 978 989 6650 476 122 Páginas PVP c/IVA 15,50€ Um dos m...



Amor Natural
Carlos Drummond de Andrade

Companhia das Letras
ISBN 978 989 6650 476
122 Páginas
PVP c/IVA 15,50€

Um dos melhores exemplos da grandiosidade do poeta e escritor brasileiro


LIVRO
Publicado em 1992, cinco anos depois da morte do autor, O amor natural foi saudado, com justiça, como um grande acontecimento cultural: a lírica erótica (e por vezes pornográfica) de um dos maiores poetas da literatura brasileira finalmente publicada. Mais de 20 anos depois da publicação original, pode afirmar-se que a leitura do livro ganha ainda mais importância: os poemas eróticos de Drummond, que na edição original foram lidos quase como uma excentricidade dentro da sua vasta e importante obra, estão entre os maiores exemplos dessa modalidade de lirismo em qualquer idioma. Fortes, intensos e sem o travo de melancolia da poesia amorosa de Drummond, os poemas de O amor natural chegam a ser solares na sua clara e positiva afirmação do desejo sexual, do conhecimento físico entre duas pessoas e da vitória contra a morte que representa a busca pelo prazer. Compostos no decurso da longa carreira literária do autor, os textos reafirmam a enorme vitalidade - pessoal e literária - do autor.

AUTOR
CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE nasceu em 1902 em Itabira, estado de Minas Gerais. Apontado como um dos mais importantes poetas de língua portuguesa do século XX, estreou-se na literatura em 1930 com a publicação de Alguma Poesia, a que se seguiram, nos cinquenta anos seguintes e até à sua morte, em 1987, Sentimento do Mundo (1940), A Rosa do Povo (1945), Novos Poemas (1948), para nomear apenas algumas das mais importantes obras que produziu. Contos de Aprendiz, publicado originalmente em 1951, constitui a primeira grande incursão do poeta no universo da prosa ficcionada. Nome incontornável da literatura brasileira, Drummond de Andrade morreu aos 84 anos no Rio de Janeiro.

0 comentários