Saiu em Janeiro, pela Coolbooks: Padre-homem, de Carlos Soares [Literatura Erótica]

Padre-homem Carlos Soares Formato: e-wook N.º páginas (estimado): 272 PVP: 5,99 € Entre a virtude e o pecado Coolbooks...



Padre-homem
Carlos Soares

Formato: e-wook
N.º páginas (estimado): 272
PVP: 5,99 €

Entre a virtude e o pecado
Coolbooks publica segundo volume de trilogia dedicada a tabus

Padre-homem, segundo volume da trilogia de Carlos Soares (publicada postumamente) que explora de forma desassombrada as fantasias ocultas na nossa sociedade, está agora disponível em coolbooks.pt e na livraria virtual wook.pt.

LIVRO
Esta obra transporta os leitores para o Portugal rural do final dos anos 50, num cenário em que a influência da religião molda a moral e os costumes do dia a dia. Raul, o jovem pároco de Pedra Grande, vê as suas crenças serem abaladas quando conhece Susana e cede perante a sua condição de homem. Criada com a disciplina rigorosa de um convento, Susana desde cedo encontrou formas pouco ortodoxas de escapar à rotina enfadonha, tornando-se manipuladora, independente e impulsiva. O romance tórrido une-os em sentimentos de culpa, proibição e fragilidade. Poderá o amor florescer no isolamento e na aridez emocional imposta pelas obrigações eclesiásticas? A trilogia dedicada às parafilias e tabus é completada por A menina (obra já publicada em 2015) e Pontos de não-retorno (a publicar no final do primeiro semestre).

O AUTOR
Carlos Soares dedicou toda a sua vida ao jornalismo, tendo trabalhado, entre outros, no jornal O Século, na RTP e na produtora televisiva de Manolo Bello. Um AVC quando o autor tinha 45 anos foi ensejo para afadigado escrever-escrever visando a recuperação possível. O erotismo e as parafilias marcaram a sua escrita, num controverso e precioso legado agora publicado pela Coolbooks.
Falecido em 2011, aos 76 anos, Carlos Soares levou uma vida ligada ao mundo da comunicação. Mário Zambujal elogiou o seu «rigor de jornalista, pelo domínio sábio do sentido de cada palavra» e, como demonstram as obras agora publicadas pela Coolbooks, a «arte de bem escrever».

0 comentários