[Diário de Bordo] A complicação de colocar tudo em dia

Fotografia que tirei em França, no Jardim perto da Gare de Lyon Desde que cheguei de França que os dias passam e parece que não consegui ...

Fotografia que tirei em França, no Jardim perto da Gare de Lyon
Desde que cheguei de França que os dias passam e parece que não consegui fazer absolutamente nada. Foi chegar, deitar, acordar, trabalhar, deitar (ontem morri de cansaço pouco depois das 22h), acordar hoje novamente e estou agora aqui sentada a pensar no que raio posso eu ir adiantando para ir baixando a pilha de quase meio milhar de mails que recebi na última semana. O problema é que a resposta não me agrada. Sinto-me tão cansada que por mim era comer e ir dormir. Ainda estou com os horários trocados. Não que entre Portugal e França a diferença horária seja grande, mas porque os meus horários lá eram quase sem dormir, a hora mudou, e entretanto ando aqui feita barata tonta. Melhor, como dois corvos tontos. Não que seja o caso destes dois que apanhei em França, tão lindos! 

Portanto, a questão aqui é pedir-vos mais paciência. Ando a tratar dos vencedores dos passatempos e a pouco e pouco a criar uma lista de prioridades para mal possa pegar nisto tudo e começar a bombar novamente. Já comecei a responder a alguns mails, não levem a mal a quem não respondi, por isso a coisa eventualmente para a semana - Ahahahahah - está safa! Amanhã tenho uma reunião importante em que é suposto eu dizer o que é que aprendi em França, mas as primeiras coisas que me vêm à cabeça é que realmente não consigo gostar de vinho (eles bem tentaram com provas de vinho, etc etc, mas não resultou), e que os pessoal latino é muito mais bem disposto do que os outros europeus e restante universo. Tenho saudades daquela malta, o que me relembra que tenho mails para lhes enviar, sou uma desnaturada! 

E é isto, meus queridos leitores, nada de muito grandioso para vos dizer, se caíram aqui do nada, basta visitarem os outros diários de bordo e perceberão facilmente. Em relação a leituras, para além de toda a leitura académica, estou a avançar no A Alvorada dos Deuses, do nosso escritor português Filipe Faria. Sabem a série Vikings? Sei que este livro foi escrito muito antes da série, e nem sequer são parecidos, mas de alguma maneira consegue fascinar de forma semelhante. Já espreitaram o livro? Tem mitologia nórdica e ainda aborda, chamemos-lhe assim, a doutrina franciscana. Um grande beijinho e tenham uma excelente noite! 

2 comentários