[Texto Ana Cláudia Silva] lost land

em silêncio e entre cartas, a viagem realizou-se de mansinho. entre as horas passadas em trilhos eléctricos, a dança corporal corresp...



em silêncio e entre cartas, a viagem realizou-se de mansinho.
entre as horas passadas em trilhos eléctricos, a dança corporal correspondeu a um toque suave de contemporaneidade.
há a calma, a imensidão da paz até perder de vista.
até que me lembrei de comprar um megafone para desestabilizar a vida moderna que levo. para que quererei eu um megafone? para gritar quero-te abraçar.

mas voltei a pegar na máquina fotográfica. mais um disparo. mais um fotograma impresso com a mensagem que te quero transmitir: dá-me um abraço.

tornou-se um facto - ás vezes viro-me, sem querer, do avesso, e a saudade acaba por queimar cada músculo. do coração nem falo. basta tentar sentir os músculos dos dedos das mãos e dos braços que te quem abraçar e dos músculos dos pés que querem caminhar até ti.  

onde estás?
quero estar ainda mais feliz para te abraçar!

Vila Nova de Gaia, 6 de Março de 2016.
A fotografia foi tirada entre o Entroncamento e Lisboa, no dia 25 de Fevereiro de 2016, por uma Pentax K1000 e com a película Kodak Double-X. 

0 comentários