[Texto Ana Cláudia Silva] Simply Song #3

nos momentos mais inquietos da vida, sinto o doce sabor da tua pele. no toque, no cheiro.  no sal das tuas lágrimas que caem dos teu...


nos momentos mais inquietos da vida, sinto o doce sabor da tua pele.
no toque, no cheiro. 
no sal das tuas lágrimas que caem dos teus olhos amendoados. 
nesses mesmos momentos, lembro-me dos cortinados brancos a esvoaçar.
lembro-me daquele terraço e daquela porta verde que te abrigava. 
escuto-te. olho-te. 
abro uma garrafa de vinho tinto, aquele que tu gostas, só para brindar a ti.
decantas a canção, ficam as borras da entoação, diminuta, para ninguém perceber. mas eu entendo. olho fixamente para as tuas rugas e elas contam tudo:"são as montanhas da vida" - pensas tu. 

e de repente o som que sai da televisão.
when you whisper my name...
vamos dançar um slow? dizes-me:"não sei dançar" e recuas. mas eu pego na tua mão, encosto-me a ti e, juntinhos, dançamos uma balada e preparamo-nos para o suave verão. 

Porto, 27 de Março de 2016.
A fotografia foi tirada em Braga, na livraria Centésima Página, no dia 22 de Março de 2016, por uma Lomo LCA+ e com a película Kodak Double-X. 
A música referida no texto pode ser escutada aqui.

Ana Cláudia Silva

0 comentários