[Diário de Bordo] Eu no Rock in Rio 2016

Oláááááá! Ai que isto por aqui anda uma roda viva e o tempo online tem sido mesmo cada vez menor, mas é bom sinal! E entre hoje e aman...


Oláááááá! Ai que isto por aqui anda uma roda viva e o tempo online tem sido mesmo cada vez menor, mas é bom sinal! E entre hoje e amanhã muito se vai passar. Entre doutoramento e aulas, aparece o Rock in Rio, que vou fazer pelo Música em DX, entrevista com os Twin Transistors na Radar e ainda a apresentação de Sun of Wolves no Sabotage, amanhã, pelas 23h. 

Mas centremo-nos para já no presente, a ver se me obrigo ir escrevendo um pouco todos os dias (tenho de conseguir fazer o mesmo para o doutoramento), e falemos do Rock in Rio. Podem não acreditar, mas nunca fui. Nem como imprensa nem como espectadora. Por norma não é um formato de festival que me atraia, mas quando surgiu a possibilidade de ir como imprensa, também só me fez sentido propor a minha "participação" enquanto agente no terreno para cobrir a participação das bandas portuguesas. É o que faço em todos os outros festivais aos quais tenho ido com acreditação pelo BranMorrighan e mesmo colaborando com o Música em DX, a equipa sabe que esta será sempre a minha preferência.

Por isso hoje teremos no palco Vodafone FM, o anfitrião das nossas bandas nacionais, os The Sunflowers e os Keep Razors Sharp. A fechar temos os The Black Lips. Numa espécie de brincadeira séria com o MDX, decidimos colocar cinco perguntas a algumas das bandas e os The Sunflowers foram então as primeiras vítimas. Aqui fica o resultado dessa pequena entrevista: http://www.musicaemdx.pt/2016/05/18/5-perguntas-rock-in-rio-a-the-sunflowers/
As segundas vítimas serão os Keep Razors Sharp com os quais estarei no próprio festival. Quando o disco de estreia saiu já tinha estado à conversa com eles e podem relembrar essa conversa aqui: http://www.branmorrighan.com/2015/04/entrevista-keep-razors-sharp-banda.html

Amanhã vai ser dia de Pista, Sensible Soccers e The Boogarins! Entretanto, ando aqui a brincar com Balance and Status Theory em processos de redes socialmente estáveis. Se algum leitor por acaso trabalharn este ramos das ciências sociais, adorarei receber sugestões de literatura mais actual, que não apenas as teorias de Heider, Cartwright and Harary ou Newcomb. Mil beijos e 

0 comentários