"Nlele Kalusimbiko", o primeiro videoclip de "Konono Nº1 Meets Batida"!

"Konono Nº1! Pri! Prri! Prii!"  ​Teria sido um ano muito bom, não fosse tudo o que se passou e continua a passar em Angola. ...


"Konono Nº1! Pri! Prri! Prii!" 
​Teria sido um ano muito bom, não fosse tudo o que se passou e continua a passar em Angola. Apesar de tudo, sinto que é um ponto de mudança e que nada será em vão, se não nos esquecermos de cada um dos presos, condenados por pensarem diferente e desejarem um futuro melhor.

Pedro Coquenão iniciou, no final de Fevereiro do ano passado, uma jornada muito especial com os Konono Nº1.

Começou por recebê-los em Lisboa para a gravação do novo disco que produziu e para o qual contribuiu ainda com a sua voz e instrumentos preciosos como a sua Lata, a Dikanza, Synths e beats, na sequência do convite de Marc Hollander (Crammed Discs), que se apaixonou pelo seu trabalho durante o espectáculo de Batida no Womex em Espanha: ​"I was attending Batida's performance at Womex 2014 in Santiago de Compostela, and was totally charmed by the show, which was fresh, inventive and full of groove."

A segunda paixão nesta história foi a dos Konono Nº1 pela Garagem-estúdio de Pedro, que logo na primeira visita decidiram que seria aquele o sítio perfeito para a gravação do disco. Para Augustin, o líder da banda, era como: "estar em casa".

Bom na verdade esta foi a 3ª paixão e a de Marc a segunda. A primeira foi mesmo a do Pedro pelos Konono Nº1, um amor antigo do qual guarda a memória dos primeiros hi5s com a banda, ao entrar em palco na casa da música, sem nunca imaginar que um dia se iria cruzar com eles num disco.
Fotografia Vera Marmelo
"Konono Nº1 Meets Batida", editado este mês, foi o resultado de mais de uma semana de gravações intensas em Lisboa, com o aquecedor que guarda desde criança a manter os "Tam Tam", sempre prontos para mais uma sessão de gravação e litros e litros de chocolate quente, bebidos entre todos, enquanto a primavera não se assumia.

Depois das gravações na Garagem, já em Agosto, Pedro juntou-se ao produtor original da série Congotronics, Vincent Kenis, para juntos terminarem a produção do disco.

Uma das primeiras musicas a ser espalhada pelo mundo foi "Nlele Kalusimbiko", para a qual convidou ainda AF Diaphra e Papa Juju dos Terrakota.

O tema foi agora ilustrado com imagens e está já disponível on-line. Imagens de Lisboa, do jantar de família na Casa Independente, e imagens captadas nos dois concertos memoráveis que deram juntos, após as gravações do álbum, um no Lux e outro no aniversário da RUC.

"Nlele Kalusimbiko" estreou a semana passada no Okay Africa e já pode ser visto aqui:

0 comentários