[Diário de Bordo] Aconteceu

É verdade! Perdi a cabeça! Quase literalmente. Quem me segue há uns anos já deve ter visto o meu cabelo de muitas formas e feitios. U...



É verdade! Perdi a cabeça! Quase literalmente. Quem me segue há uns anos já deve ter visto o meu cabelo de muitas formas e feitios. Usei-o compridíssimo durante anos, depois comecei a cortá-lo cada vez mais curto e entretanto duas a três vezes por ano lá massacrava novamente o cabelo com novas experiências. Sempre entre o médio/médio-curto. Há um ou dois anos que andava com a vontade de experimentar cortar mesmo curto. Não sei bem porquê. Normalmente corto o cabelo quando há algo na minha vida que está a mudar e eu vou expressando o meu desassossego no meu cabelo, coitado. E agora também foi mais ou menos assim. Tenho tudo a acontecer. Não só a aventura na Omnichord Records continua a mil, como finalmente engatei no trabalho do doutoramento e em menos de nada já fui a Dijon apresentar a aplicação de uma métrica em grafos, já estive numa conferência internacional em Aveiro a apresentar um simulador de evolução de populações de bactérias, estou a preparar as coisas para ir apresentar um algoritmo de sequenciação de RNA que desenvolvi por cima do trabalho do Francisco Fernandes (para DNA) a Londres, e os festivais de Verão também estão prestes a começar. No meio disso tudo tenho ainda cadeiras para terminar (shame on me) e outro trabalho que gostava de submeter para uma conferência em Milão no final de Novembro que terá de ficar pronto no início de Setembro. Por isso acho que sim, que era uma excelente altura para um visual ainda mais prático, este Verão também vai ser quente como tudo, e o cabelo é aquela coisa maravilhosa que pode voltar sempre a crescer! Não sei se alguma vezes sofreram deste tipo de crise existencial, quase que parece que não tenho mais nada que fazer ao tempo, mas soube mesmo bem! Como o meu cabelo, não parecendo, é um cabelo complicado de cortar, desta vez fui ao Slash Creative Hair Studio. Tinha boas referências e não estou minimamente arrependida. Se decidirem ir lá podem dar o meu nome como referência, ouvi dizer que dava 50% de desconto! Mil beijos e vou dando notícias! 

PS: Sexta-feira começa a tour de festivais de Verão com a Omnichord! Vou com os Whales ao Vouzela Art Fest, seguindo no dia seguinte com eles para o Alive. Na semana seguinte tenho Nice Weather For Ducks, Les Crazy Coconuts no pavilhão de Portugal e Surma no Super Bock Super Rock! E é só o início! Aqui fica o calendário catita da Joana Mineiro! 



0 comentários