[Diário de Bordo] Não costumo ler revistas femininas, mas...

... desta vez li a Cosmopolitan de Setembro. Ou melhor, li um artigo da Cosmopolitan, intitulado "De Kibera para o Mundo". Fal...


... desta vez li a Cosmopolitan de Setembro. Ou melhor, li um artigo da Cosmopolitan, intitulado "De Kibera para o Mundo". Fala do projecto From Kibera With Love e da luta de Marta Baeta na luta por condições melhores para as crianças, jovens e suas famílias, incluindo a integração na educação e nos direitos de igualdade de género. Tudo começou com um voluntariado de três meses e agora tornou-se num projecto de vida. Fiquei admirada, comovida e ao mesmo tempo orgulhosa de termos pessoas tão predispostas e corajosas a enfrentarem meios muito fechados, onde a violência é dada como normal, e ainda assim não desistirem. 


Deixo-vos com a página de Facebook do projecto se quiserem saber mais: https://www.facebook.com/FromKiberaWithLove/ 

É engraçado como os destaques na capa falam em tudo menos nisto, mas logo na página oito, no editorial, a directora Sandra Maurício encaminha-nos inteligentemente para este artigo, que talvez de outra maneira não tivesse sido lido, já que os grandes focos destas revistas são a sexualidade e a forma física. E pronto, era só isto que queria partilhar convosco. Não sei se costumam seguir causas ou até ajudar algumas, mas achei que devia partilhar esta experiência tão humana e solidária convosco. Bom Domingo! 

0 comentários