Em Outubro, pela Pergaminho: Deixe de Ser Simpático, Seja Verdadeiro, de Thomas D’Ansembourg

Deixe de Ser Simpático, Seja Verdadeiro Thomas D’Ansembourg Género: Autoajuda Tradução: ...


Deixe de Ser Simpático, Seja Verdadeiro
Thomas D’Ansembourg

Género: Autoajuda
Tradução: Lucília Filipe
Formato: 15 x 23,5 cm
N.º de páginas: 264
Data de lançamento: 7 de Outubro de 2016 
ISBN: 978-989-687-374-5

A essência da Comunicação Não-Violenta. Um best-seller com mais de meio milhão de exemplares vendidos só em língua francesa

Deixe de Ser Simpático, Seja Verdadeiro é uma das apostas da Editora Pergaminho para o mês de Outubro. Este livro é um best-seller incontornável sobre comunicação não-violenta. Um livro cativante e de fácil leitura, em que o autor, Thomas D’Ansembourg, explica através da sua experiência pessoal porque razão passou a usar a comunicação não-violenta em todas as situações da sua vida. A Comunicação Não-Violenta é um processo de pesquisa contínua desenvolvido por Marshall Rosenberg, na qual se defende o estabelecer de relações de parceria e cooperação, onde predomine uma comunicação eficaz e empática, enfatizada na importância de determinar ações à base de valores comuns. Este livro está publicado em mais de 18 idiomas e conta com mais de 500 000 exemplares vendidos só em língua francesa. Thomas d’Ansembourg trabalhou como advogado, assessor jurídico de empresas e animador de uma associação para jovens com dificuldades, tornando-se mais tarde psicoterapeuta e formador. Desde 1994, ensina a CNV (Comunicação Não-Violenta) de acordo com o método de Marshall Rosenberg. 

LIVRO
A essência da comunicação não violenta
Somos, muitas vezes, mais hábeis a dizer umas verdades aos outros do que a exprimir-lhes simplesmente a verdade do que se passa connosco. Aliás, não aprendemos a tentar compreender o que se passa com eles. Aprendemos antes a sermos complacentes, a usarmos uma máscara, a desempenharmos um papel. Ganhámos o hábito de dissimular o que se passa em nós a fim de comprarmos o reconhecimento, a integração ou o conforto aparente, em vez de nos exprimirmos tal como somos. Aprendemos a cortar connosco para estarmos com os outros. A violência no dia-a-dia é desencadeada por este corte: a não escuta de si leva, mais cedo ou mais tarde, à não escuta do outro, o não respeito por si leva, mais cedo ou mais tarde, ao não respeito pelo outro. Este livro tem como objetivo despertar-nos da nossa inconsciência. É urgente sermos mais conscientes da nossa maneira de pensar e agir. Ilustrando os seus objetivos com exemplos duros, o autor explica como a nossa tendência para ignorarmos ou desconhecermos as nossas próprias necessidades nos incita a exercermos violência sobre nós e a repercutir essa violência nos outros. Para evitar resvalar para uma espiral de incompreensão, temos de reconhecer as nossas necessidades e sermos nós a cuidar delas, em vez de nos queixarmos do facto de ninguém lhes dar importância. Este livro é um convite a desmontar a mecânica da violência, onde ela se desencadeia diariamente: na consciência e no coração de cada um de nós.

AUTOR
Depois de ter sido advogado em Bruxelas, assessor jurídico de empresas e animador de uma associação para jovens com dificuldades, Thomas d’Ansembourg tornou-se psicoterapeuta e formador. Desde 1994, ensina a CNV (Comunicação Não Violenta) de acordo com o método de Marshall Rosenberg. Anima conferências e sessões de formação em todo o mundo. Ocupa a cadeira número 21 da prestigiada Academia Brasileira de Letras, é Embaixador Europeu do Diálogo Intercultural e Mensageiro da Paz das Nações Unidas.
Em conjunto com a mulher, a artista plástica Christina Oiticica, fundou o Instituto Paulo Coelho, que oferece apoio e oportunidades aos membros mais desfavorecidos da sociedade brasileira, especialmente a crianças e a idosos. A obra de Paulo Coelho conta já com mais de 210 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.

0 comentários