Em Outubro, pela Editorial Presença: A Carreira do Mal, de Robert Galbraith (J.K. Rowling)

A CARREIRA DO MAL Robert Galbraith Coleção: Grandes Narrativas nº 645 Tema: Ficção e Literatura Título Original: Career of Evi...


Robert Galbraith

Coleção: Grandes Narrativas nº 645
Tema: Ficção e Literatura
Título Original: Career of Evil
Tradução: Ana Saldanha
ISBN: 978-972-23-5886-6 
Páginas: 528

NOVO ROMANCE POLICIAL DO DETETIVE CORMORAN STRIKE DE
ROBERT GALBRAITH, PSEUDÓNIMO DE J.K. ROWLING

LIVRO
Quando recebe um misterioso embrulho, Robin Ellacott fica horrorizada ao descobrir que lá dentro se encontra a perna de uma mulher.
O seu chefe, o detetive privado Cormoran Strike, mostra-se menos surpreendido mas está igualmente alarmado. Strike calcula que quatro pessoas do seu passado possam ser os responsáveis e sabe que qualquer uma delas é capaz de semelhante brutalidade.
Com a polícia concentrada num suspeito que Strike considera não ser o culpado, este e Robin decidem investigar os mundos sombrios e retorcidos dos restantes três suspeitos. No entanto, à medida que se desenrolam mais acontecimentos macabros, o tempo esgota-se… Um enredo intrincado e complexo, repleto de desenvolvimentos inesperados, A Carreira do Mal é também uma história comovente de um homem e de uma mulher que se deparam com uma encruzilhada pessoal e profissional. Não será capaz de largar este livro. 

AUTOR
Robert Galbraith é o pseudónimo de J.K. Rowling, autora bestseller da série juvenil Harry Potter e do romance Uma Morte Súbita. A Carreira do Mal é o terceiro livro da largamente aclamada série policial que tem Cormoran Strike como protagonista. Quando o Cuco Chama foi publicado em 2013 e O Bicho-da-Seda em 2014. Os livros de Robert Galbraith dedicados a Cormoran Strike serão adaptados para uma série da BBC One , produzida pela Brontë Film and Television. 

IMPRENSA
«Uma leitura empolgante que o manterá acordado toda a noite.»
Observer

«Um thriller inteligente e viciante.»
Sunday Mirror

«Esperemos que o sarcástico Cormoran Strike esteja para durar.»
The Independent

0 comentários