[8 Anos Blog BranMorrighan] Os Parabéns ao blogue, do Paulo André Cecílio aka PAC

Fotografia que tirei ao Paulo, num qualquer dos inúmeros concertos em que nos vamos cruzando, no Musicbox Imaginem-se pela primeira vez...

Fotografia que tirei ao Paulo, num qualquer dos inúmeros concertos em que nos vamos cruzando, no Musicbox

Imaginem-se pela primeira vez na zona de imprensa de um grande festival. O vosso preferido, ainda por cima. Depois imaginem que por terem um blogue tipo o BM, não conheciam quase jornalista nenhum e por isso andavam por lá tipo lobo solitário. De repente, chegam dois rapazes ao pé de vocês, um que te mete uma boina na cabeça, o outro que tira uma fotografia, riem-se, dizem olá num tom extremamente embriagado e vão embora. Uau! Mas que bela apresentação e que belos totós! A verdade é que na altura ri-me até mais não, porque como o Paulo, um dos dois rapazes, diz e muito bem, estava todo cego. Ainda por cima eu já o "conhecia" das internets, com aquela sua fama obstinada, sem papas na língua, às vezes mauzão, às vezes um panda! Ahah, não me leves a mal Paulo, a verdade é que vim a gostar mesmo de ti, com todas as tuas particularidades, e admiro-te. À tua coragem, à tua frontalidade, à forma destemida como encaras tudo e todos. E nisso tornaste-te uma inspiração. Claro que o facto de #SermosPorto ajudou. Sentimos as mesmas dores muitas vezes. Por tudo isto, sei que os nossos caminhos ainda se vão cruzar mais vezes, tal como sei que ainda vais acabar a escrever textos aqui para o BM, mesmo que sejam apenas para #DestilarSomosPorto. Obrigada, Paulo! Também espero ainda teres os dedos, e os dentes!, todos daqui a 8 anos! :) 

O primeiro dia em que vi a Sofia não a vi realmente: estava todo cego. Não só isso, como ainda lhe meti uma boina em cima da cabeça para alimentar uma piada pessoal. Mas depois de alimentar a piada - e de ficar sóbrio - passei também a alimentar uma amizade e um respeito sincero por aquilo que ela faz, porque, convenhamos: como não respeitar uma pessoa que cultiva um blogue há oito anos, que trabalha com algumas das bandas mais interessantes do panorama nacional, e que ainda tem tempo para tirar um doutoramento numa área que, para mim, é um chinês profundo?
Se falo da Sofia e não do blogue em si é porque ela o merece, porque se confunde com o blogue. Porque persevera. Porque trabalha forte e feio nesse sentido. Porque daqui a oito anos irá provavelmente pedir-me para escrever um textinho em honra dos 16 anos, e aí eu vou ser obrigado a citar aquela dos GNR, não só pela piada mas porque também #SãoPorto. Espero é nessa altura ainda ter dedos para lhe saber contar as virtudes.

0 comentários