[Diário de Bordo] Já falta pouco para um dos dias mais especiais do ano!

Preview de ilustração Falta menos de uma semana para um dos dias do ano mais importantes para ...

Preview de ilustração

Falta menos de uma semana para um dos dias do ano mais importantes para mim - o dia 13 de Dezembro, que marca o dia do primeiro post registado no blogue. Foi em 2008 que tudo começou, comigo a usar o BranMorrighan como diário de temáticas mitológicas e até um pouco astrológicas! Tinha 20 anos... Agora que estou a ano e meio dos 30 e olho para trás, é inevitável não ficar um pouco abismada com o rumo que este blogue acabou por tomar. Nunca houve qualquer propósito ou objectivo definido. Nunca houve metas pré-estabelecidas ou qualquer coisa do género "quero que no espaço de X tempo aconteça isto ou aquilo, na área Y ou Z". Até porque o meu envolvimento gradual com a literatura, música, teatro e fotografia foi tão natural, tão porque sim, que ainda hoje não sei bem justificar. E muitas vezes perguntam-me sobre a origem do blogue, sobre o nome do blogue e ainda caio na patetice de ficar embaraçada porque ao início o BM nada mais era do que um refúgio do meu imaginário e das minhas explorações. Ainda hoje o é, mas ao mesmo tempo é muito mais. 

Oito anos, quando se está na casa dos vinte, é muito. E da pessoa que eu era há oito anos atrás posso dizer que mantenho aquela inocência estúpida, que tantos dissabores às vezes me provoca, mas que faz com que o entusiasmo e a vontade de fazer as coisas não morra. Já passei por rádios, televisão, já entrevistei e fui entrevistada, já participei em revistas, jornais, já organizei eventos literários e nos últimos três anos tenho-me dedicado mais à divulgação da música portuguesa. Não só através da divulgação no blogue com criação de novas rubricas, como através de noites de concertos. Abençoado seja o Musicbox por me ter aberto as portas pela primeira vez em Janeiro de 2014 e por, desde então, ser sempre tão receptivo às minhas propostas. É lá que vou comemorar novamente o 8º aniversário em Lisboa e depois no Porto, no Maus Hábitos, que também foi o primeiro espaço portuense a abrir-me as portas. Para além dos aniversários já criei a noite anual "An Experimental Jet Set Trash and No Star Night", que acontece em Junho, e também já colaborei com o Um ao Molhe e vou organizando outras noites com bandas que acho que merecem lutar pelo seu espaço. 

A partir disto tudo, em Abril deste ano, comecei a colaborar oficialmente com a Omnichord Records, que foi das primeiras editoras independentes que descobri quando me iniciei nesta aventura da música há três anos atrás. Já há alguns meses que colaborava em pequenas coisas até que o Hugo me convidou para fazer parte da família e não tinha como recusar. Tenho aprendido tanto! Seja na parte da comunicação com imprensa, seja na parte de produção ou agenciamento. Melhor, tenho tido a sorte de ver crescer bandas maravilhosas, todas elas tão diferentes umas das outras, mas todas com tanta paixão pelo que fazem. 
Também este ano iniciei a minha colaboração com o Música em DX, para o qual escrevo de vez em quando. O Luís Sousa, mentor deste projecto cuja seriedade só compete com a beleza e paixão com que é desenvolvido, por gostar do que ia fazendo no blogue convidou-me a fazer parte da equipa dele e, mais uma vez, como dizer que não? Não tem sido com a frequência que desejava, mas cada colaboração com ele tem sido o maior dos prazeres. 
O último trimestre de 2016 trouxe com ele duas novidades: a de começar a acompanhar os Lotus Fever na parte de agenciamento, banda na qual acredito desde que os conheci e até entrevistei na escadaria do Técnico! há dois anos atrás; e de iniciar uma colaboração com a Oh Lee Promo, no que diz respeito a relações públicas. Isto são escolas atrás de escolas! 
Claro que posso rematar isto com a constatação suicida de que tenho feito isto tudo a par do meu doutoramento. E 2016 não foi uma completa desgraça. Estive em Dijon numa conferência, na qual publiquei como primeira autora, estive em mais duas conferências internacionais, uma este ano foi em Aveiro, a outra foi em Londres. A primeira deu origem a um poster, a segunda a uma apresentação e, recentemente, fui convidada a publicar o que apresentei. Ainda esta semana submeti mais um paper para outra conferência (fingers crossed!) e conto esta semana terminar as duas cadeiras que me faltam (e que já deviam ter sido terminadas em Junho!) e para a semana iniciar a escrita do tal paper.

É claro que por vezes sinto que vou enlouquecer, mas acho que faz parte do processo. Outras vezes a necessidade de me isolar do mundo é tão grande que acabo por questionar tudo o que ando a fazer. Mas a vida é toda ela assim, questões atrás de questões, dúvidas atrás de dúvidas. Perguntam-me muitas vezes como faço isto tudo e ainda arranjo tempo para ler, ir a concertos ou ter séries em dia. É uma questão de prioridades e de, quando aplicável, todas as partes envolvidas terem noção das condicionantes que são apresentadas. Imagino que o meu orientador não ache muita piada quando lhe digo que vou estar fora por ir viajar com as bandas, mas a verdade é que às vezes já se ri e desde que eu depois não falhe, a coisa corre bem.

Acabei por escrever isto assim de rajada porque estive a manhã toda a tratar de burocracias, de tarde vou ter de voltar para o meu doutoramento e estava a precisar de colocar as ideias em dia. Até nisto o blogue me ajuda. Sei que se calhar vocês lêem isto e não vos diz nada, ou acham que me devia expor menos, ou acham que sou ridícula, ou acham isto e aquilo, porque muitas vezes me chegam aos ouvidos coisas que me deixam um bocado surpreendida, mas na verdade nunca escondi que este é um espaço pessoal. Quem gosta de me ler é sempre bem-vindo, adoro quando recebo mensagens e mails de apoio ou com sugestões, mas quem não gosta tem sempre a opção de ignorar em vez de falar mal. Pelo menos é assim que ajo na minha vida. Se não gosto ou me incomoda, ignoro. Espalhar veneno nunca fez bem a ninguém. Mil beijos e vemo-nos em breve!

PS: Os bilhetes para o Musicbox, com Daily Misconceptions, Mra, Un Lobo! e First Breath After Coma, com participação especial de Noiserv, já estão à venda: https://www.facebook.com/events/359504671069319/

0 comentários