[Diário de Bordo] Aquela semana que mais pareceu uma trituradora de dentes

Estar no meio académico tem destas coisas. Quando corre bem é a melhor coisa do mundo, quando co...


Estar no meio académico tem destas coisas. Quando corre bem é a melhor coisa do mundo, quando corre mal parece que a única solução é colocar tudo a arder. E esta semana foi um bocado a última situação. Frustrações atrás de frustrações. Expectativas defraudadas, blá blá blá. Mas a vida continua! A coisa boa de se trabalhar com aplicações interdisciplinares, como é o meu caso, que tanto trabalho com dinâmicas evolutivas como com teoria de grafos como ciências sociais ou jogos, é que quando um corre mal, podemos sempre virar-nos para outro. Neste caso eu tenho estado a trabalhar com RNA-Seq, enquanto os meus First Breath After Coma partem tudo pela Europa, e só me apetecia mesmo era estar lá a vibrar com eles, mas pronto, o dever chama. Conclusão: não vos posso dar pormenores, mas a coisa está longe de estar pacífica por estes lados! Valha o paper aceite que vai ser publicado após a conferência na Croácia em Março e as duas citações que já chegaram este ano a um dos meus anteriores artigos - https://scholar.google.com.au/citations?user=hk3GDWIAAAAJ&hl=en

Também durante esta semana, graças à frustração do trabalho, voltei a inscrever-me no ginásio! Acreditam que já não ia há um ano e desde então fiquei com menos 6kg? O instrutor com quem vou fazer a avaliação física fez a piada que o segredo para perder peso devia ser então deixar o ginásio! Pelo menos para mim... Ahahah, só que não. Fiz meia hora de ginásio agora no final da semana e posso-vos dizer que só com essa meia hora já me dói cada fibrinha do meu ser. Estava mesmo em forma! #SQN

Com isto tudo aborrece-me não andar a conseguir ler em condições. Estou a adorar A Louca da Casa, da Rosa Montero, lançado pela Coleção Miniatura, da Livros do Brasil, mas só consigo ler  mais dúzia de páginas de cada vez, pois acabo por cair para o lado de cansaço. Com isto, vamos a meio de Janeiro e eu ainda não li nenhum livro. Acho que é um record, e não é dos bons! Ahahah, um dia vou olhar para trás, reler estes diários de bordo e rir-me de mim mesma e de como era tão queixinhas! Perdoem-me. São demasiados dias a tentar o impossível. Queria já ter escrito sobre o aniversário do blogue (não passa deste fim-de-semana) e queria já vos ter falado de como vai ser ao aniversário no Porto (não passa de Segunda) e depois isto acumula tudo. 

Portanto, esperem por notícias minhas que elas vão chegar! Isso e umas novidades boas que estão para chegar a um ou outro passatempo novo. Em relação ao passatempo de Paredes de Coura, a quem participou, tenham um pouco de paciência porque o resultado vai demorar a sair. Mil Beijos e até já! 

0 comentários