[Queres é (a) Letra!] Abraço, de oLUDO

“Abraço” é o novo trabalho de oLUDO, um álbum que personifica a encruzilhada entre o rock e o ...



“Abraço” é o novo trabalho de oLUDO, um álbum que personifica a encruzilhada entre o rock e o indie pop Português.
O single de apresentação, com o nome homónimo do álbum, é uma desventura de ritmo marcado pelo fogo da paixão e da descoberta, com a serenidade da atualidade. O videoclipe é da autoria do estúdio criativo Ferro & Ferreirim.
Tendo “A minha grande Culpa” e “Fica não te vás daqui” como cartão de visita, oLUDO entra assim em 2017 com o seu 4º trabalho de estúdio, com atitude musical desconstruída do inecessário, forjada na pele, no coração e na resiliência.

Biografia oLUDO
oLUDO nasceu em 2005 e são uma banda de indie pop rock portuguesa. Da sua formação atual fazem parte 4 dos seus membros fundadores. Davide Anjos, João Baptista, Paulo Ferreirim, Nuno Campos.
Em 2009 lançaram o seu primeiro EP “Nascituro” onde se encontram temas como  “Ao virar da página” e “A minha grande culpa”, tema que integrou a coletânea Novos Talentos FNAC do mesmo ano.
No ano seguinte, em 2010, são convidados por Henrique Amaro para gravar o segundo EP “Mil Tentações” através da plataforma Optimus Discos. A grande surpresa desta edição foi o tema instrumental “Muzar”, cujo videoclip foi premiado.
Ainda em 2010, a convite da Antena3, gravam as sessões 3 Pistas onde recriam 4 temas com uma sonoridade minimalista e crua.
2011 fica marcado pelo lançamento do esperado primeiro álbum da banda “Almirante” de onde se retiram os singles “Fica não te vás daqui” e “Mais vale tarde”.
Em 2014 junta-se à banda Luís Leal e dão inicio a um ciclo de concertos, “Latitude 37º”, onde contam com várias participações. Teresa Aleixo, acompanha oLUDO em vários concertos e é convidada para participar no novo trabalho de originais.
“Abraço” é o 2º álbum d’oLUDO a ser lançado em Março de 2017 e o single de apresentação tem nome homónimo ao álbum.


Por andar nas cinzas do que foi
O fogo que entre nós ardeu
Sinto a vontade de lembrar
O carinho desse calor teu

O teu nome, sinto que não sinto
Que ainda não vi
Sei que não senti o abraço

Por, por andar no fogo do que é
A chama que entre nós morreu
Vejo a vontade de lembrar
O calor desse fogo teu


Ainda cantam o teu nome
Pelos 4 ventos chamam
O teu nome...

JOAO BAPTISTA  2015

0 comentários