[DESTAQUE] This Penguin Can Fly editam o primeiro longa-duração “Caged Birds Think Flying is a Disease”

Os This Penguin Can Fly regressam com novo trabalho, o primeiro longa-duração “Caged Birds Think Flying is a Disease”, e novo videoclip...


Os This Penguin Can Fly regressam com novo trabalho, o primeiro longa-duração “Caged Birds Think Flying is a Disease”, e novo videoclipe para o tema ”Sangre!”. Depois de “Broken Hears are for Assholes, Outer Space is for Heroes”, o EP com que se mostraram em 2014, o trio de Guimarães/Braga regressa com novo disco, que conta com o selo da Elephante MUSIK.

Gravado e produzido nos Estúdios Lobo Mau, em Guimarães, por José Pedro Caldas, “Caged Birds Think Flying is a Disease” é um trabalho pujante, sujo, ritmado e orgânico, onde o trio reinventa o rock instrumental patente no primeiro EP, e trazem vários elementos e novas sonoridades como floreados orientais de guitarra ou ritmos sul-americanos, sempre acompanhados por um baixo groovesco e presente. É assim, com todos estes condimentos que This Penguin Can Fly se apresenta, numa luta pela incessante busca de liberdade de parâmetros sonoros e cénicos, com um total de nove temas novos que vão beber aos quatro cantos do mundo. É disto que este primeiro longa-duração vive; desta possibilidade de voar duma jaula, que personifica o constrangimento criativo e artístico. Não há convenções, padrões ou tabelas fixas. “Caged Birds Think Flying is a Disease” está disponível em formato físico e nas plataformas digitais a partir de hoje.



O novo videoclipe, e segundo avanço deste novo trabalho, é do tema “Sangre!”. Filmado e editado por Daniel Fernandes, o vídeo remete-nos para o imaginário da BD nipónica, com a exploração da luta interna entre duas pessoas. O tema leva-nos, através da sua sonoridade, para o deserto da Arábia, depois da viagem à China do Single anterior. “Sangre!” abre o novo disco e tem como missão mostrar toda a fúria e ansiedade de dar o início a esta nova fase da vida da banda; é o acordar com um pontapé repentino, a velocidade e o embate numa parede sólida que nos deixa pregados. “Sangre!” é a fúria, em estado puro, com que “Caged Birds Think Flying is a Disease” dá o olá a quem o ouve.

0 comentários