[Especial Exclusivo] Bed Legs e Ménage no Canadian Music Week the Music Conference and Festival - Entrevista aos Bed Legs

Contexto da Entrevista:  http://www.branmorrighan.com/2017/05/especial-exclusivo-bed-legs-e-menage-no_99.html Desde a última entrevista...



Contexto da Entrevista: http://www.branmorrighan.com/2017/05/especial-exclusivo-bed-legs-e-menage-no_99.html

Desde a última entrevista que tive a oportunidade de vos ver ao vivo em Paredes de Coura, 2016. Deram um concerto que foi um autêntico estrondo! Que balanço é que fazem desde que lançaram o disco até agora?
Acho que o disco no geral foi muito bem recebido, abriu algumas portas, e ajudou a banda a conquistar novos públicos. 2016 foi um ano particularmente bom para nós e claro tocar em Paredes de Coura foi um sonho realizado, e ainda mais com o carinho e força com que a audiência nos recebeu, é certamente um concerto que nos vai ficar na memória.

Recentemente estiveram em Toronto, no Canadian Music Week the Music Conference and Festival, como é que surgiu a oportunidade?
Tomamos conhecimento do festival através do Steve Bootland, investigamos um pouco e gostamos muito do formato do Canadian Music Week. Decidimos então enviar o nosso material para a organização, eles gostaram e felizmente fomos lá tocar.

E o concerto, como correu? Foram bem recebidos?
Demos 2 concertos no CMW e tirando alguns problemas técnicos no primeiro concerto a experiência e a receptividade foi muito boa. Sempre tivemos curiosidade em tocar na cena dos pubs americanos e gostamos particularmente do concerto no Hard Rock Café Toronto.

Que impacto é que acham que participar neste festival, dentro desta conferência, pode ter para vocês?
O CMW é essencialmente um festival para fazer contactos com agentes da indústria musical a que normalmente não se tem acesso, fizemos alguns, vamos  ver o que se segue. Principalmente gostávamos de voltar a tocar no Canadá e quiçá nos EUA, gostamos muito da experiência.

Partilharam o mesmo festival com Ménage, banda com costela portuguesa (luso-canadiana). Como foi conhecerem-nos e conhecer a comunidade portuguesa em Toronto? Ouvi dizer que passaram a ser uma das bandas favoritas deles! 😊
Fomos muito bem recebidos pela comunidade portuguesa em Toronto, fizeram-nos sentir em casa. Quanto aos Ménage foram incansáveis, a ajuda deles foi preciosa e só temos a agradecer, esperamos retribuir aquando a vinda deles a Portugal.

Como é que foi darem conta que não podiam fumar em esplanadas nem em bares, nem beber na rua? (Ouvi dizer que os Ménage tiveram uma missão complicada aqui! Eheheh)
Nos primeiros dias estranhamos um pouco as regras (que, diga-se, são muito rígidas) que existem lá quanto ao tabaco e ao álcool, pelo que podem ter havido algumas transgressões da lei hehe (talvez seja a isso que os Menage se referem). Estar numa esplanada a beber uma cerveja e não poder fumar um cigarro foi no mínimo estranho, mas foi algo a que nos habituamos, resultado final foi que fumamos muito menos do que o normal.

A realidade musical no Canadá parece-vos muito diferente da realidade em Portugal?
Sim, sem dúvida. Como já seria de expectar no Canadá existe indústria musical no verdadeiro sentido da palavra e um mercado muito maior, muitos espaços para as bandas tocarem e claro muitas bandas.

Algum momento memorável enquanto estiveram por lá?
Houve vários, musicalmente os concertos de Dandy Warhols e de Ménage. A nível de culinária os demoníacos Poppey’s Alabama Hot Chicken Wings, algo a não repetir por razões de saúde, hehe.

E agora, no futuro próximo, o que é que podemos esperar dos Bed Legs?
Temos vários concertos marcados para este verão, vamos andar por aí em vários festivais. Estamos também a trabalhar no próximo álbum e posso dizer que já temos algumas ideias.



0 comentários