[DESTAQUE] CASOTA Collective, Produtora Audiovisual

Não me recordo bem quando é que trouxe a música para o blogue, penso que foi no final de 2013, com maior actividade a partir de 2014, ma...


Não me recordo bem quando é que trouxe a música para o blogue, penso que foi no final de 2013, com maior actividade a partir de 2014, mas o que é certo é eu foi das melhores decisões que tomei. Graças a essa coragem, acreditem que é preciso alguma para saírem do ecrã e começarem a falar com os artistas que admiram e que sempre viram como estando num pedestal, tenho conhecido gente incrível. O post de hoje é prova disso mesmo. É sobre a CASOTA Collective, uma jovem produtora audiovisual. E tinha de a trazer para aqui porque é um daqueles projectos nos quais tenho um orgulho enorme, por variadíssimas razões. A CASOTA Collective é a prova viva do que a paixão pela música pode originar. Três dos elementos são músicos já nossos conhecidos, dos First Breath After Coma, mas no que toca à paixão pela música o Miguel também não lhe fica nada atrás, não os acompanhasse ele também desde sempre. Desde que saiu o vídeo Umbrae, música dos FBAC com a participação do Noiserv, que tive a certeza que aquele era apenas o início, e um início brutal. Não basta ser-se melómano ou aficcionado por música (eu sou e tenho creatividade zero), é preciso ir-se além do que se ouve e dar forma a essas ondas sonoras que tantas vezes tocam e mudam vidas. O que mais me tem fascinado nos vídeos da CASOTA é precisamente o contraste entre a sensibilidade e a agressividade sempre presentes, numa harmonia e equilíbrio que desafiam conceptualmente quaisquer barreiras ou limites para o espectro da transformação de um áudio em vídeo. Mas a CASOTA não produz só vídeos. Longe disso. O caminho ainda é curto, mas já é rico, pois para além dos vídeos produzidos para First Breath After Coma, Nice Weather For Ducks, Surma e Whales, encontram-se também a produzir o primeiro disco da Surma, uma das maiores promessas/certezas da música portuguesa da actualidade. E foi precisamente sobre este percurso, tão recente a nível temporal, mas tão soberbo a nível de qualidade, que os desafiei a falarem um pouco. Fiquem atentos, isto ainda agora começou e é apenas uma gota de um imenso oceano por desvendar.

PS: Brevemente serão publicados posts sobre cada um dos vídeos produzidos pela CASOTA.


SOBRE A CASOTA E OS SEUS MEMBROS
A CASOTA é uma produtora de conteúdo audiovisual formada por 4 amigos de longa data. Fundámos o projeto em meados de Setembro de 2016, depois de muitas noites, ao longo de vários meses, pelo meio de muitos copos, a discutir ideias e a expressar o que cada um gostava de fazer. Já havia uma vontade antiga de um dia vir a gravar e produzir álbuns para outras bandas. Com o passar do tempo, o Rui e o Telmo licenciaram-se em “Som e Imagem” e “Audiovisual e Multimédia”, respetivamente. Começou, então, o bichinho de querer começar a fazer uns videoclipes diferentes, com as nossas próprias ideias. Afinal de contas, o know-how já estava adquirido, por isso só faltava a motivação para começar. Assim foi. 

QUANDO SURGIU
A CASOTA Collective surge num momento em que os 4 integrantes concluíram os respetivos estudos. O Pedro Marques acabou formação musical no Hot Club de Portugal, o Telmo Soares Audiovisual e Multimédia, o Rui Gaspar Som e Imagem e o Miguel Ferraz Gestão. Apercebemo-nos que tínhamos as qualidades técnicas necessárias para cobrir, numa fase inicial, todos as áreas que a CASOTA necessitava (desde a criatividade, à composição, execução técnica e a parte da gestão de todo o projeto). No fundo, tínhamos muita vontade de criar algo que nos apaixonasse e com o qual nos identificássemos, com as nossas próprias ideias e vontades.

O PRIMEIRO VÍDEO... E OS SEGUINTES
A experiência era pouca e começámos por produzir um videoclipe de forma interna (First Breath After Coma ft. Noiserv – Umbrae). O resultado do vídeo excedeu todas as nossas expetativas e a vontade de querer fazer mais cresceu. Ficámos cheios de pica! É nesta fase que nasce a CASOTA, englobando a produção e gravação áudio e a produção e realização de vídeo. Tínhamos pouca experiência, mas com muitas ideias e vontade, por isso sugerimos aos nossos amigos Patos (Nice Weather For Ducks) produzir o próximo vídeo deles. Eles aceitaram logo e, assim, surgiu o videoclipe para a “On The Sand By The Sea”. Mais uma vez, excedeu as nossas expetativas, e as críticas foram muito positivas, o que nos fez ver que estávamos num bom caminho. Seguiu-se mais um vídeo para a música “Nagmani”, composta e produzida pelos FBAC e pelo André Barros. E, de seguida, tivemos o “luxo” de poder produzir o primeiro álbum da Surma e respetivo videoclipe para o primeiro single, "Hemma". Recentemente lançámos vídeos para o single dos Whales - "How Long" - e também para outro single dos Grandfather's House - "You Got Nothing To Lose".

PRODUÇÃO DO PRIMEIRO DISCO DA SURMA
Produzir e gravar o primeiro álbum de uma Artista tão talentosa e com tanto potencial como a Débora revelou-se uma grande desafio, mas uma responsabilidade muito agradável. Sabendo de antemão que o seu álbum era há já muito esperado por tantas pessoas, decidimos avançar com o enorme apoio e vontade por parte da Débora em fazer este caminho connosco. Muitas horas passadas no nosso estúdio, muitas noitadas, muitas pizzas e bolachas, mas sempre com muito ânimo e descontração de que aquilo que estávamos a produzir, poderia demorar um pouco mais do que o normal, mas com a certeza que teria de assim ser para resultar no fantástico “Antwerpen”.


PRODUÇÃO AUDIOVISUAL DA CASOTA
No áudio, executamos desde a “simples” gravação, até à produção criativa e conjunta com os Artistas.
Relativamente ao vídeo, estamos a começar pelos videoclipes para Artistas, não só pela proximidade que temos com vários autores em Leiria, mas também, pela paixão e desejo de fazer vídeos que façam jus à qualidade musical, oferecendo-lhe uma imagem sonora apelativa.

FUTURO
A ideia da CASOTA é funcionar como um estúdio multidisciplinar, onde se produzem discos, vídeos, fotografia e artwork. Gostamos de desafios e de sair da nossa zona de conforto, portanto os planos para o futuro estão em aberto, sendo certo que queremos desafiar-nos constantemente!


FACEBOOK CASOTA COLLECTIVE

0 comentários