Em Setembro, pela Pergaminho: As Cores do Amor, de Karina Velasco

As Cores do Amor Karina Velasco Género: Desenvolvimento pessoal / Autoajuda Formato: 15 x 23,5 cm  N.º de páginas: 272 PVP: ...


As Cores do Amor
Karina Velasco

Género: Desenvolvimento pessoal / Autoajuda
Formato: 15 x 23,5 cm 
N.º de páginas: 272
PVP: € 16,60 
ISBN: 978-989-687-435-3

Um guia para viver relações felizes e saudáveis

«As Cores do Amor» é o novo livro da autora de best-sellers Karina Velasco, que chega às livrarias a 8 de setembro. Neste guia dedicado ao amor, sexualidade e chakras, a coach de saúde e mestre de ioga baseia-se nas suas vivências e na sua perceção do amor para apresentar um livro que ajudará qualquer pessoa a viver relações felizes e saudáveis.

Com uma abordagem descontraída, «As Cores do Amor» revela uma analogia perfeita entre as cores e o amor. A sexualidade e o amor são um mundo bastante diversificado, não são preto nem branco, são um conjunto de sentimentos e momentos que nos trazem crescimento e evolução. Como Velasco defende, é fundamental estarmos disponíveis para receber e dar amor sem preconceitos ou exigências, bem como sabermos transformar o desamor numa aprendizagem, sejam quais forem as circunstâncias, as pessoas ou o cenário. A autora convida o leitor a anotar as sensações e emoções que despertam em si ao explorar o seu coração sem limites, não estando dependente de crenças alojadas na mente. «Na verdade, não domos educados com base numa visão holística do amor: o amor era algo que sentíamos, que víamos nos outros e absorvíamos das revistas, da televisão e da música. Porém, estes veículos de informação limitam-se a falar sobre o amor a preto e branco. Tudo ou nada», afirma Karina Velasco na introdução do seu livro.

LIVRO
«Como sabemos, as cores são sete: o vermelho, o laranja, o amarelo, o verde, o azul, o índigo e o violeta; na realidade, porém, a luz alberga entre 280 e 740 matizes, além das misturas que se obtêm a partir do branco e do preto. As cores que cada um de nós capta, por sua vez, dependem da forma como vemos o mundo, do grau de conexão que temos com o sentido da visão e da quantidade de células que existem nas nossas retinas. Quando, por distração, não nos damos conta da presença de um arco-íris, perdemos uma oportunidade de viver uma grande bênção e de alcançar um momento de iluminação. Assim é a vida… Quando a vivemos em cada aqui e agora, ela torna-se uma grande aventura, apresentando-se como um arco-íris repleto de bênçãos que nos iluminam e de desafios que nos permitem crescer e abrir o coração, transformando-nos em seres de amor. O amor não é branco, nem preto, nem cinzento, mas sim um arco-íris cujos múltiplos matizes nos convidam a experienciar os relacionamentos e a sexualidade na sua máxima expressão e acedendo a possibilidades mais abrangentes.»

AUTORA
Karina Velasco é autora de vários best-sellers na área da sexualidade e da saúde natural.

0 comentários