[Diário de Bordo] Samhain 2017

No Escritaria, em Penafiel, tive o prazer de visitar esta casa, antiga como só os antigos a reconhecerão, onde a electricidade ainda não...


No Escritaria, em Penafiel, tive o prazer de visitar esta casa, antiga como só os antigos a reconhecerão, onde a electricidade ainda não faz parte da mobília. Velas, candelabros, fogões a lenha, todo um ambiente a fazer lembrar os nossos ancestrais. Hoje, particularmente, talvez por ser Samhain, em que também celebramos o final do Verão e em que recordamos os nossos entes mais queridos, sinto-me muito ligada ao mundo. À natureza, às pessoas, ao fluxo da vida. Em tempos, aqui no blogue, escrevi bastante sobre o Samhain - desde a sua origem pagã a algumas celebrações. E tenho para mim que, com o passar dos anos, a única certeza que se ganha é que, independentemente das crenças que se tem, religiosas ou espirituais, o segredo está em viver em harmonia e respeito. Não interessa no que é que X ou Y acreditam desde que não prejudique ninguém. É necessária uma consciência colectiva cada vez maior, mas isso não significa que tenhamos todos de gostar da mesmas coisas, acreditar nas mesmas coisas. Interessa, sim, que possamos cuidar do meio que nos rodeia, da natureza e das pessoas que nos são próximas para que a harmonia seja cada vez maior. Quando existe união, as adversidades superam-se com maior força.

De resto, aqui na minha vida (não) tão pacata, continuo algo assoberbada com o trabalho, mas vai-se fazendo tudo. Brevemente vão sair três reportagens no Música em DX de três concertos que fui ver e vou tentar também falar de alguns livros. Está tudo a demorar muito mais tempo a ser feito do que o que eu desejaria, mas anda a acontecer aquilo que eu queria evitar a todo o custo que é dormir pouco. Quando durmo pouco sou pior que acéfala! Eheh! Com a mudança de hora vai ser complicado dormir aquele bocadinho extra aos fins-de-semana, estou super sincronizada com as horas de sol, não me perguntem como ou porquê. Claro que ter passarinhos à janela que, mal o sol nasce, não se calam, tem tanto de engraçado e querido (quando se tem de acordar àquela hora para trabalhar) como de irritante (quando se quer dormir mais!). Ao mesmo tempo é bom, pode ser que o Outono esteja a chegar de vez, bem que precisamos de alguma chuva e algum equilíbrio na natureza. Espero que amanhã possam gozar o feriado e celebrarem aqueles que estão sempre no vosso coração! Boa noite e bom Samhain! 

0 comentários