Pierre Bastien e António Caramelo, Amanhã, 18 de Outubro, no Sabotage

18 de OUTUBRO | 22.00 | SABOTAGE CLUB | LISBOA Pierre Bastien "Quiet Motors" é uma performance surrealista, dadaísta e ...



18 de OUTUBRO | 22.00 | SABOTAGE CLUB | LISBOA

Pierre Bastien
"Quiet Motors" é uma performance surrealista, dadaísta e poética do compositor e multi-instrumentista francês. "Quiet Motors" é uma performance que combina sons de trompete de bolso com um conjunto de autómatos musicais, construídos a partir de peças de Meccano e engrenagens ativadas por pequenos motores, capazes de desencadear movimentos e percussões. A colorida orquestra mecânica que daí resulta realiza aleatoriamente peças curtas, encantadoras e hipnóticas.
Pierre Bastien constrói, em 1977, a sua primeira máquina musical. Durante dez anos compõe para companhias de dança e toca para Pascal Comelade. Durante este período desenvolve o que designa por Orquestra Mecânica. Desde 1987 que trabalha exclusivamente os seus projectos a solo, instalações sonoras, edições fonográfica e colaborações com artistas como Pierrick Sorin, Karel Doing, Jean Weinfeld, Robert Wyatt ou Issey Miyake. Pierre Bastien, compositor e multi-instrumentista, tocou em inúmeros colectivos - Operation Rhino, Nu Creative Methods, Effectifs de Profil e com a companhia de dança Dominique Bagouet.
Por volta de 1986 participa no Bel Canto Orquesta de Pascal Comelade, ao mesmo tempo que criava e literalmente construía a sua própria orquestra de nome Mecanium, um ensemble de autómatos musicais construídos de partes mecânicas e activada por motores eléctricos, que são tocados sobre instrumentos acústicos originários de todo o mundo.
Nos anos mais recentes, Pierre e as suas máquinas colaboraram em vídeos de artistas como Pierrick Sorin, com o designer de moda Issey Miyake, com o músico e compositor Robert Wyatt, com a companhia de circo Trottola, e músicos como Alexei Aigi, Steve Arguelles e Phonophani. Os mais recentes trabalhos foram editados pela Western Vinyl e Rephlex.


António Caramelo
Artista visual com um sério interesse no não visual. Expõe regularmente pelo menos há 15 anos por cá e por lá, assim como coorganizou e organiza exposições e sessões. Colectivamente colaborou em alguns projectos audiovisuais em teatro, dança e música: nesta área específica foi membro da banda Academia da Euphoria, Hóstia de Angústia e NRV. Desenvolve neste momento uma label sonora No-Fi com megafones resultante do projecto de investigação mais abrangente e igualmente niilista denominado makearevolution*


Local Sabotage Club
Morada Cais do Sodré, Rua de São Paulo, 16, Lisboa
Autocarro 714, 774
Elétrico 15E, 25E
Comboio Cais do Sodré
Metro Cais do Sodré
Data 18 de Outubro de 2017
Hora 22:00
Entrada 8EUR
Reservas geral@narizentupido.com
Cartaz João Fonte Santa

0 comentários