[Queres é (a) Letra! Especial] Perdido - Suave (o novo projecto do imparável Nick Suave)

Fotografia Vera Marmelo Se há coisa que me faz admirar alguém é a sua capacidade de metamorfose e de libertação através da expressão ar...

Fotografia Vera Marmelo
Se há coisa que me faz admirar alguém é a sua capacidade de metamorfose e de libertação através da expressão artística. E Carlos Ramos (Nick Suave) é uma dessas pessoas. Alguém capaz de surpreender, de se apresentar em tantos formatos diferentes mantendo sempre o seu cunho de personalidade e de originalidade. 

Não podia, por isso, deixar passar mais uma das suas expressões artísticas, agora com o projecto Suave, em que «O amor é, na realidade, o tema central de todo o disco. Foi uma escolha óbvia porque sou um tipo apaixonado e que adora gritá-lo aos sete ventos. É claro que o amor tem muitas nuances e, na realidade, o tema “perdido” fala sobre a incapacidade de amar depois de um desgosto: a neura, a depressão e a vontade de desistir - tudo isto escrito e cantado da forma mais leve e divertida que consegui. É a minha maneira de dizer: “Coragem, amigos - agora estão na mó de baixo mas um dia há-de aparecer outra pessoa”. Até lá, dancem. Pelo menos comigo resultou.» 

Dada esta realidade, perguntei-lhe qual a melhor maneira de navergarmos pela vida sem sermos esmagados por um coração partido, ao que Suave responde: «Felizmente é muito difícil isso acontecer. O coração partido pode ser uma excelente lição de vida, se conseguirmos fazer as pazes com a situação. Depois crescemos e ficamos melhores pessoas, melhores amantes. Ou então ficamos com o coração destruído e passamos o resto da vida a julgar os nossos amantes pelo histórico de pessoas que nos dilaceraram a vida sentimental. Seja qual for a situação, a probabilidade de continuarmos a bater com a cabeça por amor ou pela falta dele é enorme e isso não é totalmente mau: tempera a vida e faz com que se escrevam algumas canções engraçadas e alguns filmes porreiros. No fundo acabamos sempre, em alguma altura da vida, por ter que andar a lutar com os sete últimos "ex" malvados da nossa paixão, como no filme Scott Pilgrim Vs. The World.»

De uma eloquência inspiradora, o músico português apresenta-nos assim "Perdido", o tema de apresentação do seu projecto SUAVE e um dos temas pop português mais entusiastas dos últimos tempos. Deixo-vos com as informações oficiais no final do post. Entretanto ouçam o tema e aproveitem a letra para o Karaoke! 



Acarinhaste-me o nome antes de arrepiar caminho
e deste mil razões para me deixar sozinho
Foram-se o passado e a felicidade veio a lógica da dor
agora só, só penso em ti e no nosso amor

Perdido, perdido
por não saber onde estás
Perdido, perdido
de amar sou incapaz

Em casa vejo todas as novelas como colesterol o dia inteiro
E quando o corpo pede cama adormeço a beijar o meu travesseiro
Começo o dia muito deprimido, não sei o que fazer
Noites em claro e dias negros por não te conseguir esquecer

Perdido, perdido
por não saber onde estás
Perdido, perdido
de amar sou incapaz

Esta noite sonhei que era um homem bom
capaz de ficar contigo para sempre mas não sou
tudo o que queria era o teu amor
diz-me onde estás porque...

por não saber onde estás
de amar sou incapaz
Fotografia Vera Marmelo
NICK SUAVE
Nick Suave, que anteriormente se apresentava como Nick Nicotine, é o pseudónimo de Carlos Ramos. Criado na fumarenta e cinzenta cidade do Barreiro dos anos 80 começa a editar discos pela sua própria editora (Hey, Pachuco! Recs) a partir de 2000. Homem dos sete instrumentos divide-se entre a voz, guitarra, baixo e bateria em dezenas de bandas (Nicotine’s Orchestra, The Act-Ups, Los Santeros, Bro-X, The Jack Shits, entre muitas outras). É, também, desde 2000 o diretor de um dos mais antigos e carismáticos festivais portugueses, o Barreiro Rocks.
Em 2008 abre o Estúdio King, no Barreiro, local de onde saem alguns dos melhores discos de rock and roll da última década.
Dizer que Nick Suave é um homem em constante movimento é um eufemismo: o disco PORTUGUÊS SUAVE, que sairá em Abril, será o 57º disco da carreira de Nick e o início de uma nova fase na sua carreira: a escrita e interpretação em português.

SUAVE
SUAVE é o novo projeto de Nick Suave. Após quase duas décadas a ser referencia incontornável no panorama mais alternativo do rock and roll nacional, Nick pega na energia que o contagia e apresenta o disco PORTUGUÊS SUAVE. Este trabalho mostra-nos uma aproximação a universos sonoros que Nick já havia explorado no passado mas, desta feita, cantando num português direto e, claramente, apontado aos corações. Com a sua voz característica, Nick canta variações sobre o tema do amor alicerçadas numa música onde se conseguem ouvir claramente as suas maiores influências: Motown e o rock and roll mais antigo mas sem qualquer pretensão ao revivalismo. Música intemporal, com os pés assentes confortavelmente em 2018.
O disco foi composto por Nick com a colaboração de Ricardo Guerreiro em algumas letras e gravado por Ricardo Riquier nos estúdios iá em 2017. A banda é composta por Nick Suave na voz, teclas e guitarra, Fred Ferreira na bateria (Orelha Negra, Buraka Som Sistema), Cláudio Fernandes no baixo (Pista, Nada-Nada), Ernesto Vitali na guitarra (Nicotine’s Orchestra, Pista) e irá para a estrada a partir de Abril, levar a festa aos palcos de todo o país.
O disco PORTUGUÊS SUAVE sai a 13 de Abril e o primeiro concerto de apresentação será no dia 27 de Abril no Musicbox em Lisboa.
Com o coração na soul e as ancas no rock and roll: eis SUAVE.

0 comentários