Yasmine Hamdan, Dear Telephone, Fugly e Grandfather’s House no Vodafone Paredes de Coura

Desde que surgiu como parte do emblemático duo Soapkills que Yasmine Hamdan é considerada um ícone da música underground. Na altura, a ...



Desde que surgiu como parte do emblemático duo Soapkills que Yasmine Hamdan é considerada um ícone da música underground. Na altura, a banda formada na cidade de Beirut foi o primeiro grupo de indie eletrónico a surgir no Médio Oriente. Pioneira da música pop na região, Yasmine continuou a carreira e ganhou visibilidade enquanto cantora, compositora e actriz. Ainda que com uma voz ligada às tradições da música árabe, as estruturas e arranjos incorporam sonoridades electrónicas do pop e do folk ocidental contemporâneo à música da artista libanesa. “Al Jamilat”, o último álbum a solo lançado em 2017, foi produzido por Yasmine juntamente com Luke Smith e Leo Abrahams, e conta com colaborações de Steve Shelley (Sonic Youth) e Shahzad Ismaily.

Inspirados no nome da curta-metragem de Peter Greenaway, os Dear Telephone juntaram-se em 2010 para deixar expressa a vontade de cantar soap operas e melodramas de bolso em pequenas composições. Depois de um primeiro registo recebido com entusiasmo, e de um longa duração que os levou além fronteiras, dedicaram 2016 à composição de “Cut”, editado em 2017. Graciela Coelho, André Simão, Ricardo Cibrão e Pedro Oliveira continuam a explorar as subtilezas do formato canção numa sonoridade que é cada vez mais expansiva e directa.

Dois anos depois do primeiro EP "Morning After”, os Fugly seguem o seu percurso em busca do caos e da excentricidade frenética do noise e do garage com o novo “Millennial Shit”. Pedro Feio, ou Jimmy, começou o projecto em 2015 quando se cansou de estar atrás da mesa de mistura e sentiu vontade de subir aos palcos. Mais tarde, convidou Rafael Silver e Nuno Loureiro para juntos misturarem garage com psicadelismos e influências díspares, próprias de quem passou a adolescência a ouvir tudo o que foi feito nas décadas de 1960 e 70.

Em meados de 2012, Tiago Sampaio surgiu com Grandfather’s House mas não demorou muito até transformar o formato one-man band em banda completa como a adição da voz de Rita Sampaio e a bateria de Ana João Oliveira. “Diving”, o mais recente disco do grupo, conta com a participação de Adolfo Luxúria Canibal, Nuno Gonçalves e Mário Afonso. Com uma sonoridade mais densa, o novo trabalho explora as memórias e as emoções numa evolução que cresce da raiva até à paz.

Yasmine Hamdan, Dear Telephone, Fugly e Grandfather’s House são as mais recentes confirmações para o Vodafone Paredes de Coura. A 26.ª edição está de regresso à Praia Fluvial do Taboão, de 15 a 18 de Agosto, por onde vão passar os já confirmados Arcade Fire, Fleet Foxes, Kevin Morby, Skepta, Jungle, King Gizzard & The Lizard Wizard, Slowdive, Myles Sanko, The Blaze, Big Thief, ... And You Will Know Us By The Trail Of Dead, Curtis Harding, Shame, The Mystery Lights, Pussy Riot, Marlon Williams, Lucy Dacus, Imarhan,  Dead Combo, X-Wife, Japanese Breakfast, Confidence Man, Frankie Cosmos, The Legendary Tigerman, Linda Martini, Keep Razors Sharp, Surma, Ermo e Smartini.

Os passes gerais para o festival podem ser adquiridos no site oficial e ainda em bol.pt, Ticketea e locais habituais (FNAC, CTT, El Corte Inglés,…) pelo preço de 100€, com campismo incluído (limitado ao espaço existente). Está também disponível o travel package da Festicket que inclui, para além do passe geral, outras opções de alojamento durante os dias do Vodafone Paredes de Coura.

Os passes gerais também podem ser adquiridos na APP oficial do festival, com um desconto de 20% exclusivo para clientes Vodafone (stock limitado).

0 comentários