[Diário de Bordo] "Oh Sofia! Vi-te na revista da Bertrand!"

O engraçado de se fazer parte de muitas áreas diferentes é que a maior parte das vezes as ditas comunidades em que actuo (seja no ensino...


O engraçado de se fazer parte de muitas áreas diferentes é que a maior parte das vezes as ditas comunidades em que actuo (seja no ensino superior, na investigação, música, literatura, blogues, etc.) têm pouca noção do todo. Ou seja, no instituto onde faço investigação a maior parte das pessoas (tirando aquela mão cheia que me é mais próxima) só me conhece pela actividade científica e do IST. Na música a noção de que intervenho na literatura é pouca, vice-versa acontece menos, e só quem segue o blogue com algum afinco é que acaba por saber que numa hora tanto estou a dar aulas, como na outra estou a escrever artigos científicos ou a escrever reportagens, a fazer entrevistas, a escrever opiniões literárias, a promover bandas, entre tantas outras coisas. 

Aconteceu então algo engraçado que foi na semana em que a revista Somos Livros saiu, e para a qual dei o meu contributo, pelo menos duas pessoas com quem me cruzo no meio académico virem ter comigo muito chocadas que me tinham visto na revista. Afinal, porque raio haveria de estar eu, mera aluna de doutoramento, numa revista de uma das cadeias livreiras mais antigas do nosso país? Em pé de bailarina lá partilhei que tinha um blogue onde costumava falar de livros (restringi-me então à literatura, deixando os outros universos de parte) e que nesse meio até era minimamente conhecido. As caras de surpresa têm tanto de engraçado como de insólito. Afinal, qual é o choque de uma académica ter um blogue em que também aborda outra coisa que não a ciência? Ou que nos seus tempos livres, nunca suficientes, intervém noutras áreas que não a académica? No final destas interacções fica sempre um agridoce na boca. "Agri", mais uma vez, comprova-se que as mulheres são as piores umas com as outras, "doce" porque este é um percurso do qual me orgulho e que prova que havendo paixão por alguma coisa, o infinito é o limite. E este blogue é uma paixão que caminha para a concretização da sua primeira década, dia 13 de Dezembro. Obrigada a todos os que ajudam a torná-lo uma referência! Obrigada à rede Bertrand Livreiros por este convite tão lisonjeador :) 

0 comentários