[DESTAQUE] Boo é o single de estreia de FRED

Fotografia Rui Vieira FRED: músico e produtor lança-se a solo com o single "Boo Primeiro disco em nome próprio agendado para m...

Fotografia Rui Vieira

FRED: músico e produtor lança-se a solo com o single "Boo

Primeiro disco em nome próprio agendado para maio de 2019.
"Boo" é o single de estreia de Fred a solo e conta com a participação de Marcelo Camelo.
O conhecido músico e produtor que, normalmente, dedica o seu esforço e talento a projetos conjuntos e/ou de outros músicos, avança agora sozinho para um trabalho que define como muito pessoal.
"O amor encontra-te no fim", o primeiro disco de Fred sai em maio de 2019 e é nele que o músico e produtor se sente, realmente, em casa.
Marcelo Camelo foi um dos artistas que Fred convidou "para sua casa" mas não ficou por aí. Este trabalho conta com a participação de vários músicos que têm partilhado este percurso com o produtor.
Este novo disco será desvendado ao longo das próximas semanas, após este primeiro avanço, e representa uma viagem pelos mais recentes meses de vida do músico que deixou o seu "sangue, suor e lágrimas" neste trabalho em que toda a composição, arranjos e instrumentos são dele, Fred.

Tem sido muito difícil dar conta da caixa de correio do blogue, em conjunto com as dezenas de mails profissionais diários a que tenho de responder. A maior parte das vezes percorro o mail na diagonal à procura de coisas urgentes e só ao fim-de-semana, quando possível, lá vejo alguns em mais detalhe. No entanto, quando vi o título do mail com esta notícia pensei logo que este não podia esperar. 

Admiro o trabalho do Fred há anos. É daqueles artistas que para além de terem um talento descomunal - quem já o viu em palco e nunca se surpreendeu com o seu poder? - é também uma pessoa de um coração enorme. Obviamente fiquei curiosa e fui ouvir "Boo". Facilmente encontramos o Fred neste tema. Os momentos com Marcelo Camelo vêm trazer um toque temático e muito especial à evolução da música, para além da narrativa ser muito íntima e bela. 

As sequências instrumentais que se seguem a estas pequenas narrativas servem de catarse às emoções expressadas naqueles momentos. O vídeo é o reflexo de que menos é mais, sendo um complemento visual bastante expressivo de toda a obra. É caso para dizer que estão todos de parabéns e que temos single ao nível a que o Fred já nos havia habituado.  


0 comentários