"Sou uma sortuda!" - Balanço e Agradecimentos do Evento "5 Anos BranMorrighan - A Blogosfera e a Cultura Portuguesa"

Ontem foi um dia memorável para mim. Não só pela comemoração dos 5 anos do blog Morrighan, como também por ter sido a concretização de u...


Ontem foi um dia memorável para mim. Não só pela comemoração dos 5 anos do blog Morrighan, como também por ter sido a concretização de um sonho meu, de um desejo de juntar pessoas que adoro num único espaço e poder partilhar com elas o meu gosto pela cultura portuguesa, a minha admiração por quem trabalha para a levar mais longe e ainda passarmos momentos de convívio alegres e agradáveis.

Começou por volta das 16h45m e eu estava uma pilha de nervos. Lá entrei em palco, meia a tremer, e comecei a falar, acho que foi mais a gaguejar, sobre os últimos 5 anos do blogue, como tudo começou e onde chegou. Não foi um discurso preparado, foi feito ali na hora, mas foi sentido.

Passámos para a Tertúlia "A Nova Literatura Portuguesa vista por blogues e redes sociais: Paraíso ou Cabo-das-Tormentas?" em que discutimos os lados positivos e negativos da blogosfera e redes sociais, a importância que os blogues têm, ou não, no sucesso ou condenação de uma obra, na importância da interacção dos autores com os seus leitores, as publicações digitais, e ainda houve tempo para um pouco de conversa livre e duas perguntas do público, público esse muito tímido! Claro que não podia estar mais bem acompanhada, os anfitriões eram "apenas" o grande Afonso Cruz, o nosso best-seller Luís Miguel Rocha, a grande criadora da Teodora, Luísa Fortes da Cunha, e o grande dinamizador do Fantástico em Portugal e organizador do Fórum Fantástico, Rogério Ribeiro.

Foi com grande expectativa que anunciei a banda Les Crazy Coconuts que começaram logo de seguida. Numa versão acústica, a banda foi um autêntico sucesso. Com um espírito único e uma presença em palco notável, o trio de Leiria composto pelo Gil Jerónimo, Adriana Jaulino e Tiago Domingues, espalharam magia naquela que foi uma actuação com energia e que fez o público ficar maravilhado. Aconselho vivamente todos a assistirem a um espectáculo deles. Ouvi dizer que para a semana andarão por Arroios! Como o Gil fazia anos, no final da actuação entrei com um bolinho e umas velas e cantámos-lhe os Parabéns de surpresa!

Seguiu-se a entrega de prémios ao 1º e 2º lugar do Concurso de Contos Thriller Fantástico em que, mais uma vez, não posso deixar de agradecer à Cultura FNAC, Editorial Presença e Edições Saída de Emergência pelo patrocínio dos prémios. Espero que gostem e usufruam dos mesmos.

Continuou-se com a mini palestra do Luís Miguel Rocha sobre Escrita Dinâmica de Thrillers e com o anúncio de que em breve, em parceria com o blog Morrighan, haverão workshops/cursos para se aprofundar os tópicos abordados e ainda outros que certamente contribuíram para quem quiser aprender como escrever um thriller daqueles que deixam um leitor acordado a noite inteira.

Por fim, lá me despedi, com uma gratidão imensa a inundar-me o peito, um sorriso nos lábios, prometendo continuar por cá enquanto puder e tiver forças. Seguiu-se um coffee break e uma mini venda de livros com muitos petiscos e doces providenciados pela Fábrica do Pão e ainda café patrocinado pela Nespresso.

A minha lista de agradecimentos é infinita, mas vou tentar resumi-la!
Começo por agradecer ao Marcelo Silva, que me deu o empurrão de que eu precisava para avançar com este evento, que me manteve sempre na linha para ter tudo pronto e cujo apoio técnico foi crucial.
Ao espaço e aos técnicos do Auditório da Biblioteca Orlando Ribeiro o meu muito obrigada, foram completamente incansáveis e aturaram pacientemente as minhas crises existenciais em relação às luzes!
Ao meu painel perfeito, Afonso Cruz, Luís Miguel Rocha, Luísa Fortes da Cunha e Rogério Ribeiro, por me terem salvo a vida, por terem sido uma companhia maravilhosa, completamente descontraída, mantendo sempre alguma seriedade em relação aos tópicos abordados.
Aos Les Crazy Coconuts e Omnichord Records por terem vindo de propósito de Leiria actuar neste evento que para mim foi tão especial. Vocês foram fantásticos, têm toda a minha admiração e apoio e só vos posso desejar um futuro cheio de coisas boas e de muito sucesso.
Já agradeci anteriormente, mas agora juntando todos os apoios, agradeço novamente às entidades: Cultura Fnac, Bertrand Livreiros, Nespresso, Fábrica do Pão, Booktailors, Omnichord Recods, Editorial Presença e Edições Saída de Emergência. Sem os prémios, os livros de venda, a comida, a divulgação, a música, o café, sei lá, tudo, sem qualquer um destes apoios, não teria sido a mesma coisa.
Quase a acabar, e peço desculpa por só nomear algumas pessoas, quero agradecer aos autores, que me são tão queridos e que alguns já não via há uns anos, que compareceram e que estiveram pacientemente na plateia, Pedro Medina Ribeiro, Tânia Ganho, Teresa Lopes Vieira, Maria Jorge, Carla M Soares, Nuno Nepomuceno, Paulo M Morais e Vitor Frazão. Sei que alguns só foram por mim, outros para matarem saudades e colocarem conversa em dia uns com os outros, mas a minha gratidão para convosco foi enorme.
Por último, mas não menos importante, pelo contrário, a todos os leitores que estiveram presentes, colegas bloggers, amigos, curiosos, todos. Especialmente, e com um coração cheio de ternura e amizade, à Diana Pinguicha, Mara Rosado e Isabel Saura, por também me terem salvo a vida ao assumirem o controlo fora do auditório, perto da comida, dos livros, do café, e que estiveram sempre com um sorriso prontas a atender aos pedidos dos espectadores. E, claro, ao João Caldeira, por ter sido o meu fotógrafo de serviço!

Devo-me ter esquecido de algo, quase de certeza, mas peço-vos perdão por isso. Ainda estou um pouco de "ressaca", mas completamente feliz. Obrigada a todos os que tornaram este sonho numa realidade. Estou nas núvens! Podem ver as fotos tiradas aqui:

4 comentários