[Diário de Bordo] Fake it until you make it

Não é que ande a procrastinar, mas estou naquela fase em que devia realmente estar a escrever algo de significativo na minha tese e as ...



Não é que ande a procrastinar, mas estou naquela fase em que devia realmente estar a escrever algo de significativo na minha tese e as coisas não saem ao ritmo nem com a qualidade que deviam. O Verão é tudo menos agradável para estar fechada dentro da minha própria cabeça a pensar como é que posso ser a super mulher e conseguir a inacreditável proeza de escrever uma tese de doutoramento em menos de um mês. Claro que sei o que vos passa pela cabeça - "Não vai acontecer! Impossível!". Bem, nada que não me tenha ocorrido, mas uma pessoa tem de continuar a sonhar, certo? 


Portanto, o plano é mais ou menos o tradicional "Fake it until you make it". Eu sei que o plano era só entregar em Dezembro, mas felizmente já tenho o futuro imediato (pós doutoramento) definido o que me obriga a ter de entregar a tese o mais rapidamente possível. Em Setembro, como já aqui partilhei convosco, começo então como Professora Auxiliar Convidada na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e com horário completo vai-me sobrar pouco tempo, e disponibilidade mental, para me dedicar à tese. O blogue vai mesmo andar mais parado, mas sei que vocês compreendem o aperto pelo qual estou a passar. 


Tenho de deixar aqui um agradecimento de coração ao João Morales, que tem contribuído de forma significativa com conteúdos de qualidade invejável aqui para o BranMorrighan. E agora vou ver se me concentro e finjo que acontece algum tipo de magia. Pode ser que aconteça mesmo! Boas férias :) 


PS: Ainda hoje deverá sair um artigo, ou dois, com sugestões de leitura para o resto de Verão. Minhas e do João Morales. Fiquem atentos!

0 comentários